John Bauer

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
John Bauer, auto-retrato, 1908.

John Bauer (Jonkoping, Suécia, 4 de junho de 1882 - 20 de novembro de 1918) foi um pintor e ilustrador sueco, conhecido por "Bland Tomtar och Troll" (Entre os Elfos e os Trolls), um livro infantil editado no seu país.

Biografia[editar | editar código-fonte]

Seus pais, Emma e Joseph Bauer tiveram quatro filhos, sendo John Bauer o terceiro. A única filha do casal, Anna Bauer morreu precocemente, aos treze anos. John Bauer tinha onze anos e foi profundamente afetado pela morte da irmã, o que certamente teve influência em sua arte.

Aos 16 anos, John Bauer foi para Estocolmo estudar artes e dois anos depois entrou na Real Academia Sueca das Artes. Durante a estadia na academia, John Bauer conheceu Esther Ellquist, com quem casou em dezembro de 1906. Esther foi modelo de John em "A Princesa Fada" em 1905, e em várias outras ilustrações.

Na primavera de 1908, o casal partiu para uma viagem à Itália com o fim de estudar artes e passaram dois anos em uma vila acima de Volterra. John Bauer sofria de depressão e em 1918 o casamento estava por acabar, o divórcio já estaria sendo discutido. John, Esther e o filho do casal, Bengt ou Putte estavam a caminho de casa, em Estocolmo. John esperava uma nova vida para a família, queria recomeçar. Há pouco havia ocorrido um acidente de trem em Getå, portando John quis voltar de navio, o Per Brahe. Durante volta, houve uma tempestade e John, Esther e Bengt morreram no naufrágio.

A obra[editar | editar código-fonte]

O trabalho de John Bauer foi influenciado por Albert Engström e Carl Larsson, dois pintores contemporâneos e influentes. O trabalho mais conhecido de Bauer é Bland Tomtar och Troll, uma colecção de contos de fada escrito por autores suecos em 1907. Foi um grande sucesso. As primeiras edições eram em tons de cinza e às vezes um pouco de amarelo. Em seus trabalhos mais maduros: Princess Tuvstarr e "Skutt the Moose Against the Twilight Sky", as ilustrações eram feitas com cores.

Em 1915, Bauer recusou alguns trabalhos de ilustração porque queria seguir outro caminho artístico. Pintou Adão e Eva, as paredes de St. Martin.