Kerigma

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Wikitext.svg
Este artigo ou seção precisa ser wikificado (desde novembro de 2014).
Por favor ajude a formatar este artigo de acordo com as diretrizes estabelecidas no livro de estilo.
Question book.svg
Este artigo não cita fontes fiáveis e independentes. (desde novembro de 2014). Por favor, adicione referências e insira-as corretamente no texto ou no rodapé. Conteúdo sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)

Kerigma (do grego: κήρυγμα, kérygma) é uma palavra usada no Novo Testamento com o significado de mensagem, pregação, anúncio ou proclamação. [1] [2] [3] .

Segundo o Novo Testamento, Jesus lançou seu ministério ao entrar em uma sinagoga de Nazaré, em um sábado, e ler um trecho do livro do profeta Isaías:

O Espírito do Senhor está sobre Mim, porque Me ungiu, para anunciar a Boa Nova aos pobres, para proclamar a libertação dos cativos, recobrar a vista aos cegos, pôr em liberdade os oprimidos, proclamar um ano de graça do Senhor. [4]

Após a leitura Jesus se identificou como o Messias prenunciado pelo profeta, aquele que traria as boas novas, ou o Evangelho[5] . A afirmação de que Jesus faz nesse momento é conhecido como o kerigma e é a base de sua pregação aos homens.

Apesar de ter sido efetuado originalmente por Jesus, entende-se que o kerigma se refere a um ato individual que pode ser realizado por qualquer cristão, mesmo sem experiência ou treinamento prévio.

Referências

  1. Lucas 4:18-19
  2. Romanos 10:14
  3. Mateus 3:1
  4. Isaías 61:1
  5. Lucas 4:18-21