Língua ngangikurrunggurr

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Ngan'gikurunggurr
Falado em: Austrália
Região: Território do Norte (Austrália)
Total de falantes: 275 (1988 SIL).
Família: Australiana
 Daly
  Daly Sul
   Ngan'gikurunggurr
Códigos de língua
ISO 639-1: --
ISO 639-2: aus
ISO 639-3: nam

Ngan’gikurunggurr é uma língua aborígene falada na região do rio Dali no Território do Norte (Austrália). É normalmente referida com língua Ngan’gi (conf. Reid & McTaggart, 2008).

Os falantes são entre 150 e 200 nessa região do rio Dali, a maioria vivendo nas comunidades de Nauiyu, Peppimenarti, Wudigapildhiyerr. Há ainda alguns pequenos grupos em Nganambala e Merrepen.

Outros nomes[editar | editar código-fonte]

Ngan’gi é chamada de Ngan'gityemerri por seus falantes, sendo falada em duas variantes de nomes diversos, Ngan’gikurunggurr e Ngen’giwumirri mutualmente inteligíveis.

Há muitos outros nomes para essa língua, tais como, Nangikurrunggurr, Ngankikurungkurr, Ngenkikurrunggur, Ngangikarangurr, Ngankikurrunkurr, Nangikurunggurr, Nanggikorongo, Nangikurungguru, Nangikurungurr, Nangikurunurr, Nangityemer, Ngan’gikurunggurr, Ngangikurongor, Ngangikurrunggurr, Ngangikurrungur, Ngan'gikurunggurr, Ngangikurunggurr, Tyemeri, Moil, Moiil, Moyl, Moyle, Ngangi-Wumeri, Ngenkiwumerri, Nangumiri, Nangiomeri, Nangimera, Mariwumiri, Mariwunini, Murin-wumiri, Nanggiomeri, Nanggiwumiri, Nanggumiri, Nangimeri, Nangiomera, Nangi-wumiri, Ngan'giwumirri, Ngengewumiri, Ngen'giwumirri, Ngengomeri, Ngen-gomeri, Wumiri;

Alguns dos grupos nativos vizinhos a denominam ainda por outros nomes: Marityemeri, Marri Sjemirri, Murrinh Tyemerri.

Códigos da língua Ngan’gi em listas padrão: Ethologue:ISO 639: nam e MultiTree: nam (idem)

Gramática[editar | editar código-fonte]

Ngan’gi é uma língua não-Pama-Nyungan com forte presença de marcadores de função em suas palavras. Apresenta somente 31 verbos finitos com uma grande quantidade de “co-verbos” e muitas palavras com origem em verbos, tudo isso para fazer as funções de sujeito, objeto e outras em sentenças como aquelas dos idiomas ocidentais mais conhecidos.

Ngan’gi tem também um rico conjunto de dezesseis classes de substantivos que incluem tanto prefixos juntados a substantivos, como palavras isoladas, para marcar concordâncias ao modificar as palavras. Duas dessas classes são para caninos e para armas de caça. As características gramáticas do Ngan’gi foram descritas por Reid, Hoddinott & Kofod, Tryon.

Fonologia[editar | editar código-fonte]

Ngan’g tem características fonéticas bem diversas das demais línguas da Austrália, como contrastes em três vias de obstrução – são duas series oclusivas e também fricativas fonêmicas.

Classificação[editar | editar código-fonte]

OP primeiro estudo mais significativo do Ngan’gi foi feito por Tryon em 1974, o qual levou a uma longa mas pouco profunda discussão acerca da Ngan’gi ser ou não uma das cerca de doze da família das línguas Dali. Tryon via as formas Ngan’gikurunggurr e Ngen’giwumirri como duas línguas do sub-grupo ‘Tyemeri’ da ‘família Daly Family’.

Estudos mais recentes mudaram essa visão por dois diferentes caminhos: A ideia de Tryon sobre um família Dali geral agora parece bem discutível. Green (2003) sugeriu que, em lugar de se considerar uma família única, como na proposta de Tryon, evidenciam-se cinco sub-grupos nessa região da Austrália. Conforme tabela seguir, Green identificou os cinco sub-grupos e seus ramos. Ele considera que não se pode afirmar que esses cinco sub-grupos tenham uma mesma raiz genética e que o diagnóstico de Tryon sobre uma origem única numa “família Dali” pode ser mais devida a contatos entre grupos que fizeram com que características comuns a outras línguas do norte da Austrália apareçam nesses Tabela: Genética dos sub-grupos na região do Rio Dali (Green & Reid, 2005)

Sub-grupo Idiomas principais
Baía Anson

Batytyamalh (ou Wadyiginy)

Kenderramalh (ou PunguPungu)

Norte Daly MalakMalak, Tyeraty, Kuwema
Leste Daly

Matngele

Kamu

Oeste Daly

Marrithiyel, Marrisyefin, Marri Ammu

Marringarr, Mati Ge

Marramaninydyi

Marranunggu (ou Warrgat), Emmi, Menhthe

Sul Daly

Murrinh-Patha

Ngan’gikurunggurr, Ngen’giwumirri, Ngen’gimerri

Bibliografia[editar | editar código-fonte]

Em inglês

  • Callan, William. nd. A grammar of Ngankikurunguru. ms. AIATSIS, Canberra.
  • Ellis, S.J. 1988. Sociolinguistic survey report: Daly region languages. In Ray, M.J. ed Aboriginal Language use in the Northern Territory: 5 reports. Work Papers of SIL-AAIB, B13. Darwin: SIL.
  • Green, I. 2003. The Genetic Status of Murrinh-patha. In Evans, N. ed The Non-Pama-Nyungan Languages of Northern Australia: comparative studies of the continent’s most linguistically complex region. Studies in Language Change, 552. Canberra: Pacific Linguistics. /
  • Green, I. & N.J. Reid. 2005. Murrinh-Patha and the Daly Languages. In Encyclopedia of Linguistics, Vol 2. ed. Philipp Strazny. New York: Fitzroy Dearborn. (14 pages).
  • Hoddinott, W. and F. Kofod. 1988. The Ngankikurungkurr Language (Daly River Area, Northern Territory). Series D, No. 77, Canberra: Pacific Linguistics.
  • Laves, Gerhardt. 1931. ms 2189. Unpublished fieldnotes on Ngan’gimerri. AIATSIS Library, Canberra.
  • Reid, N.J. 1981. The Basic Morphology of Ngan’gikurunggurr. Unpublished Honours thesis. Australian National University: Canberra./ 1986. Ngani Kinyi Gimi Ngandim Ngangginim Ngan’gikurunggurr e Ngen’giwumirri. Nauiyu school. / 1990. Ngan’gityemerri. Unpublished PhD thesis. Australian National University: Canberra / 1997. Class and Classifier in Ngan’gityemerri. In Harvey, M. & N. Reid (eds) Nominal Classification in Aboriginal Australia. Amsterdam: John Benjamins./ 2005b Languages of the World: Ngan'gityemerri. The Encyclopedia of Language and Linguistics II. Oxford: Elsevier.
  • Reid, N.J. & P. McTaggart. 2008 - Ngan'gi Dictionary. Armidale: Australian Linguistics Press.
  • Tryon, Darrell. 1968. The Daly River Languages: a survey. Series A,14. Pacific Linguistics: Canberra. / 1970a. The Daly Language Family: a structural survey. In Laycock, D. ed Linguistic Trends in Australia. Australian Aboriginal Studies, 23. Canberra: Australian Institute for Aboriginal Studies. pp51–57. / 1970b. Noun Classification and Concord in the Daly River Languages. Mankind. Vol 7, 3. pp218–222. / 1974. The Daly Family Languages, Australia. Series C, no. 32. Canberra: Pacific Linguistics.