Laparoscopia

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Searchtool.svg
Esta página ou secção foi marcada para revisão, devido a inconsistências e/ou dados de confiabilidade duvidosa. Se tem algum conhecimento sobre o tema, por favor, verifique e melhore a consistência e o rigor deste artigo. Considere utilizar {{revisão-sobre}} para associar este artigo com um WikiProjeto e colocar uma explicação mais detalhada na discussão.
Colecistectomia feita através de um laparoscópio

Laparoscopia é um procedimento cirúrgico minimamente invasivo realizado sob efeito de anestesia. É um método consagrado para retirada da vesícula biliar. Também é utilizada largamente em cirurgias ginecológicas e urológicas.

Técnica/procedimento[editar | editar código-fonte]

O médico faz uma pequena incisão no umbigo e introduz um dispositivo fino chamado laparoscópio - Um instrumento de fibra óptica que permite realizar procedimentos diagnósticos e terapêuticos, daí o nome do exame, na forma de um procedimento cirúrgico através da qual pode-se visualizar os órgãos internos dentro do abdômen e pelve, observando se há inchaço e inflamação das trompas e ovários.

Esta técnica também é utilizada em outros tipos de cirurgias, nomeadamente em operações de articulação quando recebe o nome de artroscopia. Uma aplicação bastante comum é a cirurgia de menisco, com a grande vantagem do tempo de recuperação ser muito inferior quando comparado com o método de exposição completa do joelho, bem como o pós-operatório, sendo possível andar logo no dia seguinte à intervenção.

Complicações[editar | editar código-fonte]

A maior desvantagem é a dor e a distensão abdominal, cicatrizes permanentes, hemorragia vaginal, infecções, abcessos, hematomas, peritonites, enfisemas.

Pode haver um certo risco quando há doenças cardíacas ou respiratórias, obesidade, hérnia diafragmática, gravidez, doença inflamatória pélvica ou seu antecedente - (pela possibilidade de reativá-la), cicatrizes abdominais extensas, ou múltiplas, ou próximas ao área umbilical e cirurgia abdominal prévia.

Atualmente há exames mais seguros como a Ecografia Ginecológica C.A.D em Cor

Procedimento Médico[editar | editar código-fonte]

Usado para detectar a Doença Inflamatória Pélvica.

Ver também[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]