Campo de Teste de Mísseis de White Sands

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Searchtool.svg
Esta página ou secção foi marcada para revisão, devido a inconsistências e/ou dados de confiabilidade duvidosa (desde novembro de 2012). Se tem algum conhecimento sobre o tema, por favor, verifique e melhore a consistência e o rigor deste artigo. Considere utilizar {{revisão-sobre}} para associar este artigo com um WikiProjeto e colocar uma explicação mais detalhada na discussão.

O Campo de Teste de Mísseis de White Sands, "areias brancas" em português, é um campo de testes de mísseis Norte americano. Tem o nome geralmente abreviado para: WSMR, correspondente à White Sands Missile Range. Acrónimo que será usado frequentemente ao longo deste artigo. Anteriormente conhecido por Zona de Provas de White Sands, está localizado no Condado de Otero, em Tularosa Basin, um vale entre as Montanhas Organ, Montanhas de San Andres e as Montanhas de Sacramento do Novo México.

As areias brancas são compostas por cristais de gesso originários das montanhas circundantes. Uma ecologia especial sobrevive neste deserto. Os visitantes podem explorar as dunas no Monumento Nacional de White Sands, localizado na Linha.

Conhecido desde a década de 1660 como Jornada del Muerto, a paisagem da área era suficientemente desolada para albergar a experiência Trinity. Após a captura dos foguetes V2 de Peenemünde durante a Segunda Guerra Mundial, os foguetes e os cientistas que os criaram foram levados para o WSMR para engenharia reversa. Nos dias de hoje, 113 km a sul, o Centro de Defesa Aérea do Exército dos EUA, em Fort Bliss (Texas), e o WSMR formam um bloco de território devotado à arte. Fort Bliss tem um museu ao ar livre dedicado a mísseis de propulsão por foguete.

O passado alemão também se mantém vivo em El Paso Deutsche Schule e Alamogordo Deutsche Schule, escolas construídas para ensinar as crianças alemãs, filhas de soldados, os quais mais tarde regressariam à Alemanha após o seu serviço no Novo México e no Texas.

A 30 de Novembro de 2005, nas cerimónias Change of Command, um civil, Tom Berard, foi nomeado director do WSMR após a saída do Exército do Brigadeiro-General Robert J. Reese após 35 anos de serviço. O Brigadeiro-General Michael J. Combest, enfatizou que Tom Berard é responsável pelo WSMR. Desde 1994 que houve seis oficiais no comando do WSMR; o período de comando de Reese foi o maior - 28 meses. Berard tinha sido o mais graduado civil no WSMR. Oficiais do Departamento do Exército referiram que logo que o Exército tenha generais em número suficiente para completar todas as posições de comando, então um novo oficial será nomeado para a liderança do WSMR. Espera-se que a nomeação leve, pelo menos, 6 meses a ser feita, embora possa demorar ainda mais tempo.

O Space Shuttle Columbia aterra no Northrup Strip.

O WSMR está localizado na Autoestrada 70 entre Alamogordo (Novo México) e Las Cruces (Novo México); a autoestrada encontra-se por vezes fechada por razões de segurança, nomeadamente quando há testes a decorrer na linha de mísseis.

Em uma única ocasião, o STS-3 (o space shuttle da NASA) fez uma aterragem na Northrup Strip, 72 km a norte do Quartel-General da WSMR, quando tanto o Centro Espacial John F. Kennedy (Flórida) como a Base Aérea de Edwards (Califórnia) se encontravam impedidas devido a condições meteorológicas.

Espionagem[editar | editar código-fonte]

Têm havido vários espiões em White Sands ao longo dos anos, e nem todos foram capturados. Por exemplo, a verdadeira identidade do espião soviético do pós-guerra, Perseus, é ainda desconhecida.

Nota[editar | editar código-fonte]

1. Steve Ramirez, em Las Cruces Sun-News - reimpresso com o nome "Director now leads missile range", no El Paso Times, 1 de Dezembro de 2005 p. 6A.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]