Mardaítas

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

Os Mardaítas (em siríaco: ܡܪ̈ܕܝܐ; em árabe: المردة / ALA-LC: al-Mardah; em grego: Μαρδαΐται) foram um povo que habitava as regiões altas do sul da Anatólia, Isáuria, Síria, e Líbano. As suas origens são pouco conhecidas, mas poderão ter origem arménia (do Mardistão).[1] Sabe-se com certeza que eram cristãos, provavelmente monofisitas ou monotelitas.[1]

Os imperadores bizantinos utilizaram-nos como mercenários para a guerrilha nos territórios dirigidos pelo califado. Em certas ocasiões, os Mardaítas fizeram raides até às cidades mais importantes, como Damasco. Eram também hábeis marinheiros militares, em especial na frota cibirreota cuja base estava em Adália.

Referências

  1. a b Kazhdan, Alexander (Ed.) (1991), Oxford Dictionary of Byzantium, Oxford University Press, p. 1297, ISBN 978-0-19-504652-6 

Bibliografia[editar | editar código-fonte]

  • Makrypoulias, Christos G. (2005), "Mardaites in Asia Minor", Encyclopedia of the Hellenic World - Asia Minor, http://www2.egiklopedia.gr/imeportal/Forms/fLemmaBodyExtended.aspx?lemmaID=7807 
  • Phares, Walid. Lebanese Christian Nationalism: The Rise and Fall of an Ethnic Resistance. Boulder and London: Lynne Rienner Publishers, 1995.
  • Salibi, Kamal. A House of Many Mansions: The History of Lebanon Reconsidered, London: I B Tauris, 1988.
  • Salibi, Kamal. Maronite Historians of Medieval Lebanon, Beirut: American University of Beirut, 1959.
  • Salibi, Kamal. The Modern History of Lebanon, Delmar: Caravan Books, 1977.