Martha Bernays

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

Martha Bernays Freud (Hamburgo, 26 de julho de 1861Londres, 2 de novembro de 1951) foi a esposa do psicanalista austríaco Sigmund Freud.

Martha foi a segunda filha de Emmeline e Berman Bernays. Seu avô paterno foi Isaac Bernays, rabino chefe de Hamburgo.

Sigmund Freud e Marta se conheceram em abril de 1882. Após quatro anos de noivado (1882-1886), eles se casaram em 14 de Setembro de 1886..[1]

As cartas de amor trocadas entre Freud e Martha durante seu noivado, de acordo com o biógrafo oficial de Freud, Ernest Jones, que leu todas as cartas, "poderiam ter sido uma grande contribuição para a boa literatura romântica mundial".

Freud e Martha tiveram seis filhos: Mathilde (nascida em 1887), Jean-Martin (nascido em 1889), Oliver (nascido em 1891), Ernst (nascido em 1892), Sophie (nascida em 1893), e Anna (nascida em 1895).


Referências

  1. Letters of Sigmund Freud - selected and edited by Ernst L. Freud,Basic Books, 1960 - pag. 7 - ISBN 0-486-27105-6

Ver também[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]