Original Equipment Manufacturer

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Ambox rewrite.svg
Esta página precisa ser reciclada de acordo com o livro de estilo (desde outubro de 2014).
Sinta-se livre para editá-la para que esta possa atingir um nível de qualidade superior.
Question book.svg
Esta página ou se(c)ção não cita fontes fiáveis e independentes (desde fevereiro de 2011). Por favor, adicione referências e insira-as no texto ou no rodapé, conforme o livro de estilo. Conteúdo sem fontes poderá ser removido.

Original Equipment Manufacturer, ou OEM, é uma modalidade diferenciada de distribuição de produtos originais, na qual eles não são comercializados aos consumidores finais. Ou seja, são vendidos a outras empresas (chamadas de VAR, ou Value-Added Reseller) que montam os produtos finais (por ex., computadores) e os vendem ao consumidor final.

Alguns dos produtos OEM não têm a marca do fabricante impressa em si ou nas suas embalagens, ficando ao critério do revendedor colocar a sua própria marca ou vendê-los sem marca, porém, sem influência na qualidade do produto final.

Original Equipment Manufacturer é um regime de comercialização de software que a Microsoft disponibiliza às empresas informáticas de PCs, por um preço diferenciado. Os softwares OEM são adquiridos através de Distribuidores Autorizados Microsoft. Os Sistemas Operacionais só podem ser vendidos pelos informáticos de duas maneiras:

  • através da pré-instalação em PCs novos, ou
  • com Hardware não periférico.

Já os aplicativos só podem ser vendidos através da pré-instalação em PCs novos (Microsoft®).

Original Equipment Manufacturer - Fabricante de Equipamento Original

Originalmente, o termo significa o seguinte: empresas que compram peças de hardware em grandes quantidades para montarem seus próprios computadores.

Assim, o fabricante da peça oferece normalmente ao mercado duas versões de seus componentes: OEM, que é destinada a empresas que montam PCs e, por isto, não vem em caixas bonitas nem com manuais detalhados e, portanto, são produtos mais baratos, e Retail (também chamado "box" ou "de prateleira"), que são destinados a usuários finais e, por isto, vem em uma caixa bonita e com manual mais detalhado, e, por isto, mais caro do que o produto OEM.

Em vários casos, a quantidade comprada de produtos é grande o suficiente para que o fabricante original estampe a marca da empresa que está comprando os produtos ou então só fabrique aquele produto para aquela empresa.

Alguns exemplos reais. As marcas de placas-mãe Eurone e Amptron compram placas-mãe fabricadas pela ECS/PCChips e vendem sob sua própria marca. A TCE montava na Zona Franca de Manaus scanners que, na verdade, eram fabricados pela Avision ou pela Primax. Neste caso, a Eurone, Amptron e TCE são empresas classificadas como OEM. Já os fabricantes originais (ECS/PCChips, Avision e Primax) são chamadas IHV (Independent Hardware Vendor, Fornecedor Independente de Hardware).

O termo OEM é amplamente usado por todos nós, embora seu nome esteja incorreto, já que uma empresa OEM, ao contrário do que seu nome diz, não é verdadeiramente um fabricante de equipamentos, os OEMs montam equipamentos usando peças fabricadas por outras empresas.

Ícone de esboço Este artigo sobre Informática é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.