Ossuário de Sedlec

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
O interior da capela

O Ossuário de Sedlec (checo: kostnice Sedlec) é uma pequena capela católica localizada abaixo da Igreja e Cemitério de Todos os Santos (checo: Hřbitovní kostel Všech Svatých) em Sedlec, um subúrbio de Kutná Hora, República Checa. Estima-se que o ossuário contenha entre 40,000 e 70,000 esqueletos, a maioria dos quais arranjados de forma a decorar e mobiliar a capela. O local está entre as atrações turísticas mais populares da República Checa, atraindo em torno de 200,000 visitantes por ano.[1]

História[editar | editar código-fonte]

Exterior da capela

Henrique, abade do mosteiro cisterciense de Sedlec, foi mandado à Palestina pelo rei Otacar II da Boêmia em 1278. Ao retornar, trouxe consigo uma pequena quantidade de terra do Gólgota, que ele esparramou sobre o cemitério da abadia. A história do ato devoto logo se espalhou, e o cemitério de Sedlec tornou-se um local de enterro desejado por muitos na Europa Central. Durante a peste negra em meados do século XIV, e após as Guerras Hussitas no começo do século XV, milhares de pessoas foram sepultadas ali, forçando uma grande expansão da área do cemitério.[2]

Por volta de 1400, uma igreja gótica foi construída no centro do cemitério, com um nível superior abobadado e uma capela subterrânea que deveria ser utilizada como ossuário para as covas coletivas desencavadas durante a construção, ou que foram simplesmente esvaziadas para dar lugar a novas sepulturas. Reza a lenda que, após 1511, a tarefa de exumar os esqueletos e empilhar seus ossos na capela foi dada a um monge cego.[2]

Entre 1703 e 1710, uma nova entrada foi construída para sustentar o muro frontal que estava se inclinando, e a capela superior foi reconstruída. Esta obra, em estilo barroco checo, foi projetada por Jan Santini Aichel.

Em 1870, o xilógrafo František Rint foi contratado pela família Schwarzenberg para organizar os ossos. O resultado macabro fala por si. Quatro enormes montes em forma de sino ocupam os cantos da capela. Um gigantesco candelabro, que contém todos os ossos do corpo humano, ergue-se no centro da nave, com guirlandas de crânios guarnecendo a abóboda. Entre outras obras feitas de ossos estão as colunas flanqueando o altar, um brasão dos Schwarzenberg e a assinatura de Rint em uma parede próxima à entrada.[2] [3]

Imagens[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. NIPOS: Statistika kultury 2009 - I. díl - kulturní dědictví (muzea, galerie a památkové objekty)
  2. a b c Lonely Planet: Czech & Slovak Republics, pág. 137. Lisa Dunford, Brett Atkinson. Lonely Planet. ISBN 9781741045048 (2010)
  3. Skulls and skeletons: human bone collections and accumulations, pág. 182. Christine Quigley. McFarland. ISBN 9780786410682(2001)

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Ossuário de Sedlec
Wiki letter w.svg Este artigo é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o. Editor: considere marcar com um esboço mais específico.