Ostalgie

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Venda de camisas retrô da Seleção Alemã Oriental de Futebol em Berlim, em 2004
Produtos alusivos à RDA sendo vendidos em Berlim em 2006

Ostalgie é uma palavra alemã que se refere à nostalgia pela vida na antiga Alemanha Oriental. É um portmanteau das palavras alemãs Ost (leste) e Nostalgie (nostalgia).

Após a queda do Muro de Berlim em 1989, e da Reunificação Alemã no ano seguinte, muitas lembranças do velho regime socialista foram eliminadas enquanto os antigos cidadãos da República Democrática Alemã (RDA) corriam para abraçar sua recém-descoberta "ocidentalidade" politica e econômica. Inicialmente, todas as marcas de produtos da RDA desapareceram das lojas, sendo substituídos por produtos do lado ocidental, sem levar em conta sua qualidade. Contudo, com o passar dos anos, alguns alemães-orientais começaram a se sentir nostálgicos com respeito a alguns aspectos de suas vidas na Alemanha Oriental. Ostalgie refere-se particularmente à nostalgia com respeito a certos aspectos da vida regular diária e da cultura na antiga RDA que desapareceram depois da reunificação.

Muitos negócios na Alemanha começaram a atender àqueles que sentiam Ostalgie, comercializando produtos que imitavam os antigos e faziam com que essas pessoas se lembrassem da vida sob o antigo regime. Atualmente é possível adquirir alimentos de marcas da Alemanha Oriental que haviam desaparecido, obter vídeos e DVDs com programas da antiga televisão pública estatal, e comprar carros das antes difundidas marcas Wartburg e Trabant. Ademais, a vida na RDA tem sido o tema de muitos filmes recentes, incluindo Sonnenallee (1999), Good Bye Lenin! (2003), e Kleinruppin forever (2004).

O termo Ostalgie (juntamente com soviet chic) é ocasionalmente usado para se referir à nostalgia pela vida sob os regimes socialistas em outros antigos páises da Europa Oriental, sobretudo na Polônia e na ex-União Soviética.

Ver também[editar | editar código-fonte]

Bibliografia sobre o tema[editar | editar código-fonte]

  • Banchelli, Eva: Taste the East: Linguaggi e forme dell'Ostalgie, Sestante Edizioni, Bergamo 2006, ISBN 88-87445-92-3.
  • Banchelli, Eva: Ostalgie: eine vorläufige Bilanz, in Fabrizio Cambi (Hg.): Gedächtnis und Identitat. Die deutsche Literatur der Wiedervereinigung, Würzburg, Koenigshausen & Neumann, 2008, pp. 57-68.
  • Rota, Andrea: Testi pubblicitari ostalgici: una breve analisi semiotica, In Linguistica e filologia 24/2007, pp. 137-152, ISSN|1594–6517.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]