Ovos em pó

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

Os ovos em pó ou ovos secos foram uma invenção do químico William A. Mitchell, de modo a serem usados na II Guerra Mundial durante os períodos de racionamento civil, sobretudo no Reino Unido, e pelos soldados norte-americanos no mesmo conflito.

A grande vantagem do uso dos ovos secos em relação ao ovos "naturais" são o facto de o seu preço ser muito diminuto, terem um peso reduzido por volume em comparação a vários ovos, e a sua alargada vida útil uma vez que podem durar entre 5 a 10 anos. Outras vantagens não tão importantes no contexto do seu uso eram o facto de terem uma menor quantidade de calorias e um valor nutricional maior em relação aos ovos de galinha.

Confecção[editar | editar código-fonte]

Os ovos secos não podiam ser feitos de forma mais simples: durante a sua produção em fábrica, eles são simplesmente desidratados e embalados. A quanto da sua confecção caseira, apenas é necessário juntar uma dose de água, tal como a maioria dos produtos desidratados (como a gelatina).

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre culinária é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.