Pastel de feijão

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Pastel de feijão de Torres Vedras.

O pastel de feijão é um doce típico de Portugal, confeccionado em Torres Vedras desde os finais do século XIX. Embora a receita varie um pouco consoante o fabricante, tem como ingredientes base a amêndoa e o feijão branco cozido.

História[editar | editar código-fonte]

D. Joaquina Rodrigues, habitante de Torres Vedras no final do século XIX, é a autora original desta receita, que confeccionava somente para pessoas dentro do seu círculo privado. O modo de confecção é posteriormente passado a conhecidos e familiares, como D. Maria, a primeira pessoa a comercializar os pastéis, e Maria Adelaide Rodrigues da Silva (Mazinha). Álvaro de Fontes Simões, casado com Mazinha, explora comercialmente o fabrico dos pastéis, que rapidamente alcançam sucesso além das fronteiras da vila. Nesta altura são confeccionadas algumas dúzias de pastéis por dia.

Já em meados do século XX são abertas duas fábricas, a "Coroa" e a "Brazão", por Virgílio Simões e D. Virgília Simões, respectivamente (ambos filhos de Álvaro Simões). O tempo de produção é reduzido consideravelmente pela introdução de máquinas de moer amêndoa e fornos eléctricos.

Actualmente existem várias fábricas de produção de pastéis de feijão, doce que se tornou típico de Torres Vedras.

No Brasil há uma variação do pastel de feijão, sendo este salgado e recheado com feijão preto, próprio para feijoada, sendo muito popular na cidade do Rio de Janeiro, em especial no bairro de Santa Tereza.

Ver também[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre culinária é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.