Projeção cônica

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
NoFonti.svg
Este artigo ou se(c)ção cita fontes fiáveis e independentes, mas que não cobrem todo o conteúdo (desde Abril de 2011). Por favor, adicione mais referências e insira-as corretamente no texto ou no rodapé. Trechos sem fontes poderão ser removidos.
Encontre fontes: Googlenotícias, livros, acadêmicoYahoo!Bing.
Projeção cônica de Lambert

Projeção cônica é um tipo de projeção cartográfica em que a superfície da Terra é representada, sobre um cone imaginário, que está em contato com a esfera em determinado paralelo,[1] ou em que o cone intercepta a esfera em dois paralelos.

Por essa projeção, obtém-se mapas ou cartas com meridianos formando uma rede de linhas retas, que convergem para um ponto, e paralelos constituindo círculos concêntricos que têm este ponto como centro.[1] Um dos pólos (e, eventualmente, o outro) é representado por este ponto de convergência, ou por um arco de círculo cujo centro é este ponto.

Na projeção cônica, as deformações são pequenas próximo ao(s) paralelo(s) de contato, mas tendem a aumentar à medida que as zonas representadas estão mais distantes.

Deve-se recorrer a este tipo de projeção para representar mapas regionais, onde são apresentadas apenas pequenas partes da superfície terrestre.

Exemplos[editar | editar código-fonte]

Mapa do mundo na projeção cônica equidistante meridiana. Observa-se que os dois pólos são representados por círculos

Referências