Relato de um Náufrago

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Question book.svg
Esta página ou secção não cita nenhuma fonte ou referência, o que compromete sua credibilidade (desde novembro de 2012).
Por favor, melhore este artigo providenciando fontes fiáveis e independentes, inserindo-as no corpo do texto por meio de notas de rodapé. Encontre fontes: Googlenotícias, livros, acadêmicoScirusBing. Veja como referenciar e citar as fontes.

O livro Relato de um Náufrago, escrito por Gabriel García Márquez, conta a história de um marinheiro sobrevivente de um náufrago no ano de 1955 no mar do Caribe.

No livro é relatado que um destróier da marinha Colombiana sai de Mobile nos Estados Unidos da América em direção a Cartagena de las Indias na Colômbia cheio de mercadorias contrabandeadas. Duas horas antes de sua chegada, a 28 de Fevereiro de 1955, grandes ondas varrem o convés do destróier levando 8 marinheiros e grande parte da mercadoria ao mar. Por estar muito pesado, o destróier não pode voltar e busca-los. Apenas Luís Alexandre Velasco consegue alcançar uma balsa, e passa por muitas dificuldades durante 10 dias no mar, como fome e a sede e após esse período chega em uma vila de pescadores no norte da Colômbia. Eles não o reconhecem, porém cuidam dele e levam-no até o hospital mais próximo.

Era época de ditadura militar na Colômbia e o governo não revelou a história verdadeira ao povo, eles não falaram do contrabando, disseram que houve uma tormenta, e impediram qualquer um de falar com o marinheiro além de sua própria família, os médicos e os jornalistas do governo, no entanto um jornalista da oposição se fingiu de médico e entrou para falar com Velasco.