Série química

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Question book.svg
Esta página ou secção não cita fontes confiáveis e independentes, o que compromete sua credibilidade (desde Junho de 2009). Por favor, adicione referências e insira-as corretamente no texto ou no rodapé. Conteúdo sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
Séries químicas

Série química é um conjunto de elementos químicos cujas propriedades variam progressivamente do início ao fim da série. As séries foram descobertas antes da Tabela Periódica.

Inicialmente os elementos químicos foram classificados segundo suas propriedades físicas: metais, não metais e gases nobres.Porém, com o desenvolvimento do conhecimento da estrutura atômica criou-se uma classificação baseada na configuração electrónica dos elementos. Esta nova organização distribuiu os elementos em quatro séries, denominadas séries químicas.

As séries químicas são: gases nobres, elementos representativos (típicos), metais (ou elementos) de transição e metais (ou elementos) de transição interna.


Gases nobres[editar | editar código-fonte]

São os elementos localizados no grupo 18 ( 8A ou 0 ) da tabela periódica. Apresentam todos os subníveis do último nível de energia preenchidos:

nnp6 , onde n é o número quântico principal do último nível de energia.

O hélio é um gás nobre cuja configuração ocupa um único nível de energia : 1s² .

Portanto, são elementos do bloco p, exceto o hélio que pertence ao bloco s.

Elementos representativos[editar | editar código-fonte]

São os elementos que apresentam apenas o último nível de energia incompleto.

A configuração eletrônica dos elementos representativos apresentam o último nível com a seguinte distribuição:

ns¹;
ns², ou
nnp1 a 5 , onde n é o número quântico principal do último nível de energia.

Pertencem a série dos elementos representativos:

Observação: Os elementos das famílias:

apesar de apresentarem configurações eletrônicas carcterísticas de elementos repersentativos são considerados ,devido as suas propriedades químicas , como elementos de transição.

Metais (ou elementos) de transição[editar | editar código-fonte]

São os elementos químicos que apresentam o subnível d incompleto no penúltimo nível ( n - 1 )de energia e, geralmente, o último nível com subnível s completo com dois elétrons.

Apresentam a seguinte configuração eletrônica:

( n - 1 )d1 a 9 n

ou mais raramente:

( n - 1 )d1 a 9 n
( n - 1 )d1 a 9

Dependendo do período onde estão localizados os elementos de transição, tem-se:

  • Primeira série de transição: elementos que variam o número atômico 21 a 30
  • Segunda série de transição: elementos que variam o número atômico 39 a 48
  • Terceira série de transição: elementos que variam o número atômico 72 a 80
  • Quarta série de transição: elementos que variam o número atômico 104 a 112

Metais (ou elementos) de transição interna[editar | editar código-fonte]

São os elementos químicos que apresentam subnível f incompleto no antipenúltimo nível de energia ( n - 2 ), subnível d geralmente incompleto no penúltimo nível ( n - 1 ) e subnível s com dois elétrons no último nível.

Genericamente apresentam a configuração eletrônica:

( n - 2 )f1 a 13 ( n - 1 )d1 a 10 n )s² ou seja o proximo numero será sempre o menor do anterior


Dependendo do período onde estão localizados os elementos de transição interna, tem-se:

  • Lantanídeos ou terras raras: São os elementos de transição interna localizados no sexto período. O subnível f incompleto está localizado no 4º nível eletrônico:
4 f1 a 13 5 d1 a 10 6 s².

São os elementos com Z de 57 a 71.

  • Actinídeos: São os elementos de transição interna localizados no sétimo período. O subnível f incompleto está localizado no 5º nível eletrônico:
5 f1 a 13 6 d1 a 10 7 s².

São os elementos com Z de 89 a 103.

Ver também[editar | editar código-fonte]

Bloco da tabela periódica