SS Conte Biancamano

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
SS Conte Biancamano
SS Conte Biancamano como USS Hermitage (AP-54)
Carreira   Bandeira da marinha que serviu
Operador 19251932: Lloyd Sabaudo
1932–1936: Italia di Navigazione S.p.A.
1936–1940: Lloyd Triestino
1940–1941: Italia di Navigazione S.p.A.
Fabricante William Beardmore and Company de Glasgow, Escócia
Homônimo Humberto I de Saboia
Lançamento 23 de abril de 1925
Porto de registo Gênova,  Itália
Viagem inaugural 20 de novembro de 1925
Fatalidade Capturado pelos Estados Unidos em dezembro de 1941
Carreira Flag of the United States.svg
Nome USS Hermitage (AP-54)
Data de
aquisição
1942 (batismo)
Comissionamento 14 de agosto de 1942
Descomissionamento 20 de agosto de 1946
Fatalidade Retornou para a Italia di Navigazione S.p.A. em 1947
Carreira Flag of Italy (1861-1946).svg
Nome SS Conte Biancamano
Operador 1947-1960: Italia di Navigazione S.p.A.
Data de
aquisição
1948
Estado Fora do serviço em 26 de março de 1960
Fatalidade Completado como um Museu Nacional de Ciência e Tecnologia chamado Leonardo da Vinci
Características gerais
Tipo de navio Transatlântico de 1925-1941 e 1947-presente
Transportador de tropas de 1941-1947
Tonelagem 24416 GT
Altura 8,36 m
Comprimento 203,56 m
Boca 23,24 m
Propulsão Turbinas à vapor de redução dupla; duas hélices
Velocidade 20 nós
Passageiros 180 de 1ª classe
220 de 2ª classe
390 de 2ª classe (econômica)
2660 de 3ª classe

O SS Conte Biancamano foi um navio transatlântico criado em 1925 e tinha capacidade para 3.450 passageiros, era irmão do SS Conte Grande. No mesmo fez sua viagem inaugural entre Gênova e Nova Iorque. No início da Segunda Guerra Mundial foi apreendido pelos Estados Unidos em 1941. Começou a ser navio da Marinha Americana, sendo devolvido a Linha Italiana em 1947. Ao voltar para Itália a capacidade aumentou para 4.260 passageiros e passou por reformas estruturais. Em 26 de março de 1960, ele iniciou sua última viagem em Génova - Nápoles - Barcelona - Lisboa - Halifax - Nova Iorque percurso e em sua viagem de retorno. Em 1964 foi para o Museu Nacional da Ciência e Tecnologia Leonardo Da Vinci.

Ver também[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre tópicos navais é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.