Sectarismo

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
NoFonti.svg
Este artigo ou se(c)ção cita fontes confiáveis e independentes, mas que não cobrem todo o conteúdo (desde agosto de 2013). Por favor, adicione mais referências e insira-as corretamente no texto ou no rodapé. Material sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)

O termo sectarismo (usado geralmente com conotação negativa e pejorativa) vem do latim sectariu, que em sentido estrito se aplica ao seguidor de uma seita, mas pode também denotar zelo ou apego exagerado a um ponto de vista; visão estreita, intolerante ou intransigente. Muitas seitas, religiões e grupos ideológicos são obstinados e inflexíveis na defesa de suas doutrinas. O termo vale também para o indivíduo fechado ao diálogo.

Sectarismo religioso[editar | editar código-fonte]

O sectarismo está presente em todo o mundo. Onde quer que pessoas de diferentes religiões vivam em estreita proximidade, o sectarismo religioso pode ser encontrado em diferentes formas e graus. Em algumas áreas, grupos religiosos (por exemplo, católicos e protestantes cristãos), agora convivem pacificamente a maior parte do tempo. Mas no Islã, em vários períodos, tem havido conflitos entre sunitas e xiitas: os xiitas consideram os sunitas condenados, devido à sua recusa em aceitar Ali como o primeiro califa e todos seus descendentes como infalível e divinamente guiados. Muitos líderes religiosos sunitas, incluindo aqueles inspirados pelo Wahhabismo e outras ideologias, declararam os xiitas hereges e / ou apóstatas.[1]

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. "Lahore bomb raises sectarian questions", BBC News, 8 de janeiro de 2008. Página visitada em 5 de agosto de 2013.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Wiktionary-logo-pt.png Definições no Wikcionário
Ícone de esboço Este artigo sobre religião é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.