Sils im Engadin/Segl

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Sils im Engadin/Segl
Brasão da comuna de Sils im Engadin/Segl
{{{2}}}
Sils Baselgia. Ao fundo, a igreja (baselgia em romanche) de San Lorenz.
Cantão Grisões
Distrito distrito de Maloja
Língua(s) oficial(is) Romanche e alemão
Coordenadas 46° 26' N 9° 46' E
Altitude 1.802 m n.m.m.
Área 63,54 km²
População (2010)
 - Densidade
752 hab.
12 hab/km²
Fracções Fex-Curtins, Plaun da Lej, Sils/Segl Baselgia, Sils/Segl Maria
Fronteiras Bivio, Chiesa in Valmalenco (IT-SO), Lanzada (IT-SO), Samedan, Silvaplana, Stampa
Código postal 7514
Website www.sils-segl.ch
Comuna de Sils im Engadin/Segl a destacado.


Sils im Engadin/Segl (em alemão: Sils im Engadin; em romanche, Loudspeaker.svg? Segl) é uma comuna da Suíça, situada no distrito de Maloja, Cantão dos Grisões.

Com cerca de 712 habitantes, a comuna estende-se por uma área de 63,54 km², de densidade populacional de 11 hab/km². Confina com as seguintes comunas: Bivio, Chiesa in Valmalenco (IT-SO), Lanzada (IT-SO), Samedan, Silvaplana, Stampa.

Línguas[editar | editar código-fonte]

As línguas oficiais nesta comuna são o alemão e o romanche. Em 2000, a primeira língua de 59,4% da população era o alemão, sendo o italiano a segunda língua mais frequente (15,4% dos habitantes) e o reto-romance (romanche) a terceira língua (12,0%).[1]

Durante o século XIX, toda a população falava o putèr, dialeto romanche da Alta Engadina. Em razão do crescente comércio com outras regiões, o uso romanche entrou em declínio. Em 1880, cerca de 68% dos habitantes tinham o romanche como primeira língua. Em 1910, esse percentual caiu para 56% e, em 1941, aumentou para 61,5%. Nos anos 1960, o alemão se tornou a língua majoritária. Apesar disso, em 2000, 33% dos habitantes entendiam, pelo menos, o romanche.


Línguas faladas em Sils im Engadin/Segl
Línguas Censo 1980 Censo 1990 Censo 2000
Número Percentual Número Percentual Número Percentual
Alemão 210 48.39 % 291 58.43 % 446 59.39 %
Romanche 137 31.57 % 122 24.50 % 90 11.98 %
Italiano 67 15.44 % 71 14.26 % 116 15.45 %
População 434 100 % 498 100 % 751 100 %

Geografia[editar | editar código-fonte]

Da área de 63,5 km², 27,8% são utilizados para fins agrícolas, enquanto 10,2% constituem área florestada. Do restante, 1,1% do território constitui a área edificada (prédios ou estradas) e 61% constituem áreas de rios, geleiras ou montanhas.[1]

A comuna é constituída pela aldeia de Sils im Engadin/Segl, que é composta das seções de Sils-Maria, Sils-Baselgia, Fex e Grevasalvas.

Até 1943, sua única denominação oficial era em língua alemã (Sils im Engadin). Naquele ano, o nome romanche, Segl, foi igualmente tornado oficial. [2]

Sils/Segl era originalmente dividida em duas aldeias - Sils/Segl-Baselgia e Sils/Segl-Maria - mas atualmente ambas formam praticamente um continuum.

Está a 1802 metros acima do nível do mar, em uma planície no vale da Alta Engadina, entre dois lagos - Sils e Silvaplana - com declives acentuados de cada lado, ao pé do Piz Corvatsch e do Piz da la Margna, na Cordilheira Bernina, abaixo do Val Fex. A planície é ocupada por pastagens; as encostas íngremes são densamente florestadas.

O vilarejo de Platta no Val Fex, comuna de Segl.

A comuna de Sils compreende as seguintes frações:

  • Sils/Segl Baselgia, assim chamada por causa da antiga igreja (baselgia em romanche) de San Lorenz, circundada por um pequeno cemitério; nesse centro está a Biblioteca;
  • Sils/Segl Maria, sede comunal, onde se encontram a casa de Nietzsche e o Museu Robbi, dedicado a Andrea Robbi, pintor local morto em 1945);
  • Val Fex, vale que começa na cordilheira Bernina e vai até Sils Maria; esta é fechada ao tráfego de veículos e é rica de costruções típicas da região;
  • Plaun da Lej, situada no meio do caminho entre Maloja e Sils Baselgia, na margem direita do lago de Sils.

O núcleo principal é composto de Sils Baselgia e Sils Maria, embora também existam os núcleos rurais de Grevasalvas, Blaunca e Buaira.

A casa de veraneio de Nietzsche, em Sils, atualmente um museu.

O filósofo Friedrich Nietzsche passou o verão Sils, em 1881 e também no período de 1883 a 1888. A casa em que ele ficava tornou-se um pequeno museu (Nietzsche-Haus).

Referências


Ícone de esboço Este artigo sobre Geografia da Suíça é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.