Sistema gestor de pacotes

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Ilustração de um sistema gestor de pacotes, usado para baixar software novo. Uma ação típicamente requisitada ao usuário é reiniciar o computador.
Synaptic, um dos frontends gráficos mais usados para gerenciamento de pacotes no Linux.

Em software, um sistema gestor de pacotes ou sistema de gerenciamento de pacotes é uma coleção de ferramentas que oferece um método automático para instalar, atualizar, configurar e remover pacotes de um sistema operativo/operacional [1] . É tipicamente usado em sistemas operacionais tipo Unix, que consistem de centenas de pacotes distintos, para facilitar a identificação, instalação e atualização do sistema.

Pacotes são distribuições de software e metadados, como por exemplo, o nome completo, descrição, utilização, versão/revisão, fabricante, website, soma de verificação, a lista de dependências necessária para o software funcionar corretamente, arquitetura, licença entre outros. Até a instalação os metadados são arquivados em uma base de dados local sobre pacotes.

Um sistema gestor de pacotes fornece meios consistentes de instalar software. Muitas vezes o sistema gestor de pacote é incorretamente referenciado como sendo o mesmo que um gestor de pacotes ou até um sistema gestor de instalações.

Funções[editar | editar código-fonte]

Sistemas de gerenciamento de pacotes ficam incumbidos da tarefa de organizar todos os pacotes instalados no sistema. Funções típicas de um gerenciador de pacotes são:

  • Verificar checksums para ter certeza de que o pacote foi baixado sem erros;
  • Verificar a assinatura digital para autenticar a origem dos pacotes;
  • Atualizar um sistema e corrigir bugs (principalmente erros de segurança);
  • Agrupar pacotes de acordo com suas funcionalidades para reduzir confusões;
  • Gerir dependências para ter certeza de que um pacote só será instalado se todas as suas dependências também estiverem, o que resolveu o problema conhecido como Inferno de dependências.

Referências