Southern Astrophysical Research Telescope

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

O Southern Astrophysical Research Telescope ou abreviadamente SOAR, é um moderno telescópio com espelho principal de 4,1 metros de diâmetro[1] que pode captar a luz visível e os raios infra-vermelhos. Localiza-se no Cerro Pachón, no Chile, a 2738 metros acima do nível do mar. Foi construído no ano de 2003 e é operado por uma legião de cientistas do National Optical Astronomy Observatories, da Universidade da Carolina do Norte, da Universidade do estado de Michigan, do Observatório Interamericano de Cerro Tololo, além de vários cientistas do Brasil e do Chile. O telescópio conta com uma qualidade elevada de observação, atingindo médias de 0,7 a 0,5 segundos de comprimento de arco. Vários instrumentos do telescópio são utilizados para melhorar ao máximo a qualidade de observação do céu. O telescópio SOAR custou cerca de 28 milhões de dólares, mas suas imagens tem qualidade tão boa que rivaliza com o Telescópio Espacial Hubble da NASA. A cúpula do telescópio SOAR custou cerca de 2 milhões de dólares, sendo que a cúpula do observatório têm 66 metros de diâmetro, e estrutura resistente com peso superior a 70 toneladas.


Referências

  1. CASTILHO, Bruno Vaz. (julho de 2009). "Você sabia que o brasil tem telescópios de última geração fora do próprio território?". Ciência Hoje das Crianças 22 (203): 12-12. ICH.