Southern Astrophysical Research Telescope

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

O Southern Astrophysical Research Telescope ou abreviadamente SOAR, é um moderno telescópio com espelho principal de 4,1 metros de diâmetro[1] que pode captar a luz vísivel e os raios infra-vermelhos. Localiza-se próximo do Observatório Cerro Pachón, no Chile, a 2738 metros acima do nível do mar. Foi construído no ano de 2003 e é operado por uma legião de cientistas do National Optical Astronomy Observatories, da Universidade da Carolina do Norte, da Universidade do estado de Michigan, do Observatório Inter-Americano de Cerro Tololo, além de vários cientistas do Brasil e do Chile. O telescópio conta com uma qualidade elevada de observação, atingindo médias de 0,7 a 0,5 segundos de comprimento de arco. Vários instrumentos do telescópio são utilizados para melhorar ao máximo a qualidade de observação do céu. O telescópio SOAR custou cerca de 28 milhões de dólares, mas suas imagens tem qualidade tão boa que rivaliza com o telescópio espacial Hubble da NASA. A cúpula do telescópio SOAR custou cerca de 2 milhões de dólares, sendo que a cúpula do observatório têm 66 metros de diâmetro, e estrutura resistente com peso superior a 70 toneladas.


Referências

  1. CASTILHO, Bruno Vaz. (julho de 2009). "Você sabia que o brasil tem telescópios de última geração fora do próprio território?". Ciência Hoje das Crianças 22 (203): 12-12 pp.. ICH.