Superparamagnetismo

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

Particulas superparamagnéticas apresentam magnetização apenas na presença de um campo magnético externo. Quando retirado o campo magnético externo, a partícula não permanece magnetizada. Esse efeito é observado efetivamente em nanopartículas.

A propriedade de superparamagnetismo está diretamente ligada ao tamanho das nanopartículas magnéticas. Somente partículas com diâmetro menor que 30 nm são superparamagnéticas. Quanto mais próxima da forma esférica e maior uniformidade entre as formas, maior será a eficiência das nanopartículas com maior aplicabilidade, seja como ferrofluido, como separador de células ou removedor de poluentes. Sendo assim, o controle do tamanho das nanopartículas durante a síntese é extremamente importante para aplicações tecnológicas[1].

Partículas finas superparamagnéticas podem ser encontradas em diversos sistemas artificiais, tais como sólidos granulares, compósitos metal-isolante, compostos híbridos, ferrofuidos congelados, e até mesmo muitos sistemas biológicos e geológicos[2].


Referências[editar | editar código-fonte]

  • [1]DIEGUES, T.G. et al. Síntese e caracterização de nanopartículas magnéticas de ferrita de manganês dopadas com Eu3+. 17º CBECIMat - Congresso Brasileiro de Engenharia e Ciência dos Materiais, Novembro de 2006, Foz do Iguaçu, PR, Brasil.
  • [2]KNOBEL, M. Partículas Finas: Superparamagnetismo e Magnetoresistência Gigante. Revista Brasileira de Ensino de Física, v. 22, no 3, Setembro, 2000.