The Ambassadors

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

The Ambassadors (em português, Os embaixadores) é um romance de Henry James, publicado originalmente como série na North American Review em 1903[1] . Esta comédia sombria, uma das obras-primas do perído final de James[2] , segue a viagem do protagonista Lewis Lambert Strether à Europa, em busca de Chad, o filho rebelde de sua noiva enviuvada; ele deve trazer o jovem de volta aos negócios da família, mas ele encontra complicações inesperadas. A narrativa em terceira pessoa é contada exclusivamente sob a perspectiva de Strether. O romance já foi adaptado para filme[3]

Enredo[editar | editar código-fonte]

Lambert Strether, um homem de meia idade, mas ainda assim um tanto inexperiente, vindo de Woollett, Massachusetts, concorda em assumir uma missão para sua rica noiva: ir a Paris e resgatar seu filho, Chad Newsome, das garras de uma suposta mulher má. Em sua jornada, Strether para na Inglaterra, e lá encontra Maria Gostrey, uma americana que viveu em Paris por anos. Sua inteligência cínica e opiniões mundanas começa a abalar a visão preconcebida de Strether sobre a situação.

Em Paris, Strether encontra Chad, e se impressiona com a grande sofisticação que Chad parece ter alcançado durante sua estada na Europa. Chad o leva a um festa no jardim, onde Strether encontra Marie de Vionnet, uma mulher amável de maneirs impecáveis, separada de seu marido sabidamente desagradáve, e Jeanne, sua elegante filha. Strether se confunde se Chad está mais atraído pela mãe ou pela filha. Ao mesmo tempo, o próprio Strether sente-se profundamente atraído por Marie, ao que, suspeita ele, ela rorrespoderia; e então começa a questionar seu comprometimento de voltar à Woollett para se casar com a mãe de Chad, apesar de sua admiração por ela.

Todas estas impressões da cultura parisiense levam Strether a confiar a Little (pequeno, em português) Bilham, um amigo de Chad, que provalemnte perdeu o que a vida podia oferecer de melhor. Ele começa a se deleitar com a doçura de Paris, e impede Chad de retornar à América. O companheiro de Strether, Waymarsh, oferece um contraponto temático, recusando a ser seduzido pelos charmes da Europa. Enquanto isso, a sra. Newsome, a noiva de Strether e mãe de Chad, esperando impacientemente nos Estados Unidos, alista novos "embaixadores" para voltar com Chad. O mais importante deles, Sarah Pocock, irmã de Chad, não tem a mesma impressão de Marie: condena-a como indecente e exige que seu irmão volte aos negócios da família imediatamente.

Para escapar de seus problemas, Strether faz uma viagem breve pelo interior da França, e acidentalmente encontra Chad e Marie numa estalagem rural. Ele então compreende a total extensão do romance dos dois. Depois de retornar a Paris, ele aconselha Chad a não deixar Marie, mas sente-se desconfortável na Europa. Após recusar uma proposta de casamento de Maria Gostrey, volta para os Estados Unidos.

Referências

  1. Texto com prefácio do autor, em inglês
  2. The Ambassadors, em inglês, na Encyclopedia Americana.
  3. The Ambassadors, em inglês no IMDb.
Ícone de esboço Este artigo sobre literatura é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.