Trevo-de-quatro-folhas

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Se procura o pteridófito aquático conhecido por trevo-de-quatro-folhas, veja Marsilea quadrifolia.
Question book.svg
Este artigo não cita fontes confiáveis e independentes. (desde Maio de 2009). Por favor, adicione referências e insira-as corretamente no texto ou no rodapé. Conteúdo sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
Um trevo-de-quatro-folhas.

Um trevo de quatro folhas é uma folha de trevo que apresenta quatro em vez dos normais três folíolos comuns na maioria das espécies do género Trifolium a que pertencem os trevos. Com origem nas antigas tradições dos povos celta, acredita-se que encontrar um trevo-de-quatro-folhas é um sinal de boa sorte, pelo que o trevo-de-quatro-folhas é usado em iconografia diversa e como imagem na linguagem corrente. Aliás, o nome "trevo-de-quatro-folhas" é autocontraditório, pois, como "trevo" vem de "Trifolium" ("três folhas"), o seu significado seria algo como "três-folhas de quatro folhas". A procura de trevos-de-quatro-folhas levou ao surgimento de cultivares e de técnicas de cultivo que aumentam a probabilidade dessa anomalia surgir.

Existem trevos de quatro folhas que podem ser cultivados, porém, eles têm necessidade de uma temperatura média de aproximadamente 25°C.

Precisam de chuva constante, ou, se forem criados dentro de casa, precisam ser regados pelo menos três vezes na semana. Dependendo da quantidade de luz que recebem, suas folhas podem ficar bem grandes, chegando a "rasgar" as extremidades.

São plantas dormideiras, precisando de, pelo menos, oito horas de escuridão para que tenham um bom desenvolvimento.

Ícone de esboço Este artigo sobre Botânica é um esboço relacionado ao Projeto Plantas. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.