Tute (jogo de cartas)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

Tute (em italiano: tutti: todos os cavalos ou reis) é um jogo de cartas italiano que, durante o século XIX, espalhou-se pela Espanha tornando-se um dos jogos de cartas mais populares do país, seguido de perto pelo mus. O nome do jogo foi modificado mais tarde pelo espanhóis, que começaram a chama-lo de tute. Tem várias formas e pode ser jogado entre dois, três ou quatro jogadores. O objetivo do jogo é somar tentos (pontos). Se utiliza o baralho espanhol de 40 cartas (sem os 8s e 9s), as únicas exceções são o tute subastado e o tute pierde en medio (ou tute bastardo), onde os reis são retirados.

Valores das cartas[editar | editar código-fonte]

A ordem das cartas, de maior para o menor é a seguinte: ás, 3, rei, cavalo, valete, 7, 6, 5, 4 e 2.

Pontuação de cada carta:

Carta Valor para os pontos
Áses 11 pontos
3s 10 pontos
Reis 4 pontos
Cavalos 3 pontos
Valetes 2 pontos
Cartas brancas 0

O total de pontos é 120. As demais cartas não têm valor e são chamadas cartas brancas.

Diferentes tipos de tute[editar | editar código-fonte]

Considerações preliminares[editar | editar código-fonte]

O tute corrente ou original é um jogo de cartas para duplas. Jogam duas duplas, que não podem fazer sinais nem dar pistas para o parceiro. Cada dupla deve ter mais pontos do que a dupla adversária para vencer.

Regras básicas[editar | editar código-fonte]

O tute se joga em vazas. Em uma vaza, cada jogador joga uma carta por turno. O jogador que começa é chamado de mão. A ordem de jogo continua pelo jogador à direita do mão. A primeira carta jogado é chamada de carta de saída.

Há sempre um naipe que pinta ou triunfa. As cartas do naipe de trunfo ganham das outras cartas.

A carta mais alta do mesmo naipe da carta de saída ganha a vaza. Se a vaza contém cartas do naipe de trunfo, ganha a carta de trunfo de maior valor.

Por exemplo, se a primeira carta jogada foi um cinco de ouros e o naipe de trunfo é copas, aconteceria o seguinte ao jogar estas cartas:

  • Seis de ouros: Ganha, porque é de ouro e de maior valor do que cinco.
  • Quatro de ouros: Perde porque é de menor valor.
  • Dois de copas: Ganha, por ser o naipe de trunfo.
  • Nove de bastos: Perde, por não ser do naipe da carta de saída ou do naipe de trunfo.

Obrigações dos jogadores[editar | editar código-fonte]

Os jogadores (exceto o mão) são obrigados a ganhar a vaza, se tiverem cartas que lhes permitem fazê-lo. Em ordem de prioridade, têm a obrigação inicial de ajudar e montar, se puderem. Ajudar significa que eles devem jogar uma carta do naipe de saída e montar significa que eles devem exceder o valor da carta de saída. Se não podem montar, tem a obrigação de ajudar.

No caso de não puder ajudar o jogador deverá falhar. Ou seja, terá que jogar uma carta do naipe de trunfo. Se já jogou outro trunfo, o jogador será obrigado a passar, ou seja, jogar uma carta de trunfo de maior valor. Se não pode passar não é obrigado a falhar e pode jogar qualquer outra carta.

Finalmente, se não tem uma carta que possa ajudar ou falhar, pode jogar qualquer carta. Isso é chamado de contrafalhar.

Se é descoberto que um jogador não cumpre as obrigações de ajudar, montar, falhar e passar podendo fazê-los, é dito que comete renúncia, e perde o jogo.

Início do jogo[editar | editar código-fonte]

São distrubuídas todas as cartas. A primeira vez pinta o naipe de ouro e o jogador que possua o dois de ouros é o mão. Cada vez que se jogam todas as cartas, o mão distribui e pinta uma carta, então será o mão o jogador à sua direita. Para pintar uma carta, só terá que levantar uma carta sem olhar e o naipe que sair pintará.

Outra variante é que a última carta reapartida se ensina e pinta seu naipe.

Quando se tenha jogado todas as cartas conta-se os pontos, e a equipe que tem tem mais pontos vence.

As cartas ou vazas jogadas não podem ser vistas até o final do jogo.

Cantando[editar | editar código-fonte]

Para cantar é preciso ter na mão:

Mão Canta-se
Cavalo e rei do naipe que pinta as 40
Cavalo e rei de outro naipe 20
Quatro reis ou quatro cavalos Tute

Se alguma equipe canta a 40 ou 20, essa pontuação é adicionada à pontuação total das cartas. Se alguma equipe canta tute ganha dois jogos (em algumas variantes, quando canta-se tute, ganha-se o jogo inteiro).

Só é permitido cantar quando a equipe a que pertence fez a primeira vaza. Se têm dois ou mais cantos, canta-se a primeira vez, quando se consegue a primeira vaza, mais uma vez quando consegue a segunda, e assim por diante. Dando senpre prioridade às 40 (ou seja, sempre cantando primeiro a 40 e depois o resto dos cantos dos outros naipes).

Pontuações[editar | editar código-fonte]

Se ambas as equipes marcam 65 pontos, empatam, desde que à pontuação total de 120 tenham sido adicionadas as dez últimas ou dez de monte, que são os dez pontos que ganha o vencedor da última rodada. Se uma equipe marca mais de 65 pontos, vence o jogo. Marcando mais de 120 pontos (ou seja, com 121) terá ganho dois jogos, em algumas regiões, também quando se excede os 100 pontos (ou seja, com 101). Se uma equipe tem todas as vazas da partida, ganhar quatro jogos.

A equipe que chega a oito, dez ou doze jogos, vence (dependendo da variante).

Se alguém canta 20 e tem 10 de últimas (30 pontos extras), terá que marcar mais de 75 pontos para vencer.

Se alguém canta 40 e tem 10 de últimas (50 extras), terá que marcar mais de 85 pontos para ganhar. Neste caso, se a equipe adversária (que não tenha cantado as 40) não alcança 50 pontos não salva o jogo e a outra equipe ganha dois jogos.

Outras considerações[editar | editar código-fonte]

  • Arrastar: Este nome é dado quando um jogador começa com o naipe que pinta. Neste caso, o jogador adversário deve ir ao naipe, isto é, deve jogar uma carta maior do naipe que pinta, e se não tem, uma carta menor do naipe que pinta. Se não tiver, pode jogar qualquer carta.
  • Achicar-se: Se alguém falha uma carta os seguintes jogadores podem achicar-se, ou seja, quando alguém falha, os outros jogadores devem ter em conta o padrão de superar a carta (a menos que também falhem). Se achica também, o jogador que tem um ás e opte por não jogar essa carta para tentar comer o três.
  • Tirar as cartas: Se um jogador vê que tem cartas muito ruins (a pontuação das cartas em sua mão não exceda 10 pontos) pode tirar as cartas, ou seja, desistir do jogo e automaticamente dar dois jogos ao adversário. Isso é feito porque o jogador acha que perdeu a partida e assim opta por não jogar uma partida que acredita não poder ganhar.
  • Renunciar: Um jogador faz a renúncia se foi cometido um erro ao jogar as cartas. É feita uma renúncia quando vira uma carta de um naipe que não é o que deveria, quando não supera o valor do naipe podendo ter superado, quando falha e não teria porque ter falhado ou quando se canta e é mentira. Se uma equipe canta renúncia está acusando a equipe rival de jogar mal (acidentalmente ou de propósito), então são verificadas as jogadas e se for comprovador que foi feita renúncia, a equipe ganha dois jogos. Se uma equipe cantar renúncia e for verificado que não há renúncia (se comprove que foi jogado de forma limpa) a equipe adversária será a ganhadora dos dois jogos.

Ver também[editar | editar código-fonte]