Universo em Desencanto

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

Universo em Desencanto é uma obra de 1000 livros [1] com fundamentos centrados nos conhecimentos da chamada Cultura Racional, enviadas por uma entidade denominada Racional Superior, habitante do chamado Mundo Racional. Esses ensinamentos teriam sido ditados através de seu aparelho, o Sr. Manoel Jacintho Coelho. Segundo o livro, trata-se de um conhecimento de retorno da humanidade ao seu "verdadeiro mundo de origem", o Mundo Racional, por meio da uma Energia Racional, que faria a ligação do ser humano ao Mundo Racional.[2]

História[editar | editar código-fonte]

A Cultura Racional foi fundada por Manoel Jacintho Coelho (1903-1991), considerado pela Cultura Racional como o Racional Superior da Terra, na cidade do Rio de Janeiro. Em 4 de outubro de 1935 iniciou a elaboração da enciclopédia de Cultura Racional composta de 1 000 livros, intitulada Universo em Desencanto, e a concluiu em 5 de dezembro de 1990. Os livros foram divididos em cinco partes, 1°- Obra, composta de 21 volumes, 2°- Réplica, composta de 21 volumes, 3°- Tréplica, composta de 21 volumes, 4°- Histórico, composta de 934 volumes e 5º - Amarelões, composta de três volumes editados entre 1935 e 1938.

Conteúdo[editar | editar código-fonte]

Os livros Universo em Desencanto se compõem de uma soma de mil [3] volumes estruturados da seguinte forma:

Os 3 livros da Obra Inicial[editar | editar código-fonte]

São três livros de capa dura amarela com os nomes de "Manoel Jacintho Coelho, Racional Superior e Amarelão (com 336, 352 e 152 páginas respectivamente), escritos entre os anos de 1935 e 1938. Ali são expostos de forma resumida todos os conhecimentos da obra Universo em Desencanto de Cultura Racional.

Os 21 livros da Obra Básica[editar | editar código-fonte]

Com a média de 300 páginas em cada livro, a obra traz a descrição da formação do Universo, da Terra, da Vida, a evolução do mundo e seus componentes ao longo do tempo e o destino final de todos os seres existentes. Esses livros também discorrem sobre os mais diversos temas como: o relacionamento entre os seres humanos, as sociedades e a natureza, filosofias, religiões, comportamentos, idéias, conceitos, processos mentais como pensamento, imaginação e raciocínio, além de trazer uma nova explicação sobre discos voadores e extraterrestres.

Os 21 livros da Réplica[editar | editar código-fonte]

São livros com cerca de 150 páginas que respondem a possíveis dúvidas que possam surgir após a leitura dos livros anteriores.

Os 21 livros da Tréplica[editar | editar código-fonte]

Assim como na Réplica, o seu objetivo é sanar dúvidas, já que, segundo seu autor, "por ser um assunto totalmente desconhecido de todos é preciso e muito necessário uma infinidade de repetições e comparações, para todos terem um brilhante, positivo e consciente conhecimento (...)" [4] . Também possuem cerca de 150 páginas cada livro.

Os 934 livros do Histórico ou Fascículos[editar | editar código-fonte]

Com livros que variam de 10 a 150 páginas (os fascículos com menos páginas são a maior parte dessa seleção), o Histórico é a complementação da Cultura Racional, em que novos assuntos e definições são tratados e estudados. [1]

Referências[editar | editar código-fonte]

  1. a b COELHO, Manoel Jacintho. Universo em Desencanto: Imunização Racional, 934º Vol. do Histórico 1º ed. Ed. Gráfica Racional, Belford Roxo, RJ, s.d. Pp. 7.
  2. COELHO, Manoel Jacintho. Universo em Desencanto: Imunização Racional, 1º Vol. da Réplica 1º ed. Ed. Gráfica Racional, Belford Roxo, RJ, s.d. Pp. 3.
  3. Neumann, Ricardo. A Cultura Racional e o campo religioso brasileiro contemporâneo . 26a Reunião da SBPH. Rio de Janeiro, 2006. Disponível na Internet em sbph.org/reuniao/26/trabalhos/Ricardo_Neumann/ Acesso em 25 de Maio de 2008
  4. COELHO, Manoel Jacintho. Universo em Desencanto: Imunização Racional, 1º Vol. Réplica 1º ed. Ed. Gráfica Racional, Belford Roxo, RJ, s.d. Pp. 80.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]