Valva cardíaca

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
NoFonti.svg
Este artigo ou se(c)ção cita uma ou mais fontes fiáveis e independentes, mas ela(s) não cobre(m) todo o texto.
Por favor, melhore este artigo providenciando mais fontes fiáveis e independentes e inserindo-as em notas de rodapé ou no corpo do texto, conforme o livro de estilo.
Encontre fontes: Googlenotícias, livros, acadêmicoScirusBing. Veja como referenciar e citar as fontes.
Valva cardíaca

Valvas cardíacas PB ou Válvulas cardíacas PE são estruturas formadas basicamente por tecido conjuntivo que se encontra à saída de cada uma das quatro câmaras do coração.

Se interpõem entre átrios e ventrículos bem como nas saídas das artérias aorta e artéria pulmonar. Elas permitem o fluxo de sangue em um único sentido não permitindo que este retorne fechando-se quando o gradiente pressórico se inverte. O que regula a abertura e fechamento das valvas são as pressões dentro das câmaras cardíacas.

Existem quatro valvas no coração que são:

Funcionamento esquemático das valvas coronárias

À esquerda a valva mitral localiza-se entre o átrio ou aurícula esquerda e o ventrículo esquerdo, à direita a valva tricúspide está entre o átrio ou aurícula direita e o ventrículo direito. Entre o ventrículo esquerdo e a aorta encontra-se a valva aórtica e entre o ventrículo direito e a artéria pulmonar há a valva pulmonar.

As valvas pulmonar e aórtica (chamadas também de valvas semilunares[1] ) permitem que o sangue vá do ventrículo para a artéria, mas não permitem que o sangue reflua para trás da artéria para o coração:

  • Na diástole o coração está relaxado, abrem-se as cavidades cardíacas, entra o sangue nos átrios e depois nos ventrículos, mas não reflui o sangue para trás da artéria para coração porque as valva pulmonar e aórtica estão fechadas nesse momento.
  • Na sístole o coração se contrai e o sangue deve ir dos ventrículos para as artérias, então as valvas pulmonar e aórtica estão abertas, O sangue não reflui para trás em direção ao átrios porque na sistole ventricular as valvas tricúspide e mitral se fecham.

Ver também[editar | editar código-fonte]

"Está bem estabelecido em nossas comunidades, científica e leiga, que qualquer estrutura que permite a passagem de um fluido num sentido e impede o seu retorno é uma válvula, seja num motor, numa câmara de ar, ou no coração. A tricúspide, quando lesada, tem prejudicada a sua função valvular gerando uma doença que deve ser descrita como valvulopatia."

"Não é adequado chamar uma prótese de valva pois é uma estrutura estranha à anatomia e irá desempenhar função valvular após seu implante, da mesma forma que um tubo não é valvado e sim valvulado. Como denominar as válvulas únicas de determinadas cardiopatias congênitas? a doença reumática provoca valvulite ou valvite?" A abertura e o fechamento das quatro válvulas são controladas pelas alterações da pressão sanguínea de cada câmara do coração. As folhas abrem parar permitir a passagem do sangue pela válvula e fecham para impedir que o sangue volte para a câmara

A opção de mudar o título para válvula deve-se a este facto. O termo Valva ainda não é suficientemente usual em todos os países lusófonos.

Referências

Ícone de esboço Este artigo sobre Medicina é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.
Ícone de esboço Este artigo sobre Anatomia é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.