Óquei Clube de Barcelos

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
OC Barcelos
Simbolo
Nome Óquei Clube de Barcelos
Alcunhas Óquistas
Barcelenses
Principal rival Juventude de Viana
HC Braga
ADB/Campo
FC Porto
Fundação 1 de janeiro de 1948 (74 anos)
Estádio Pavilhão Municipal de Barcelos, Barcelos
Capacidade 2500 lugares
Localização Portugal Barcelos, Portugal
Presidente Portugal Paulo Mendanha
Treinador Portugal Rui Neto
Patrocinador Portugal Quinta S. Miguel do Seixo
Portugal Credito Agricola
Portugal Sabseg Seguros
Portugal Onda
Portugal HM Motor
Material (d)esportivo Dinamarca Hummel
Competição Portugal 1º Divisão
Portugal Taça de Portugal
Portugal Elite Cup

Óquei Clube de Barcelos, mais conhecido como OC Barcelos ou simplesmente Barcelos , é um clube português de Hóquei em Patins sediado na cidade de Barcelos. É mais conhecido pela sua equipa de hóquei em patins profissional, que joga atualmente na I Divisão Hóquei Patins, a competição mais importante do hóquei patins português.

Fundado a 1 de janeiro de 1948, é um dos clube mais representativos de Portugal, juntamente com o FC Porto, SL Benfica, Sporting CP e UD Oliveirense. Os principais rivais estão na região minhota e são o HC Braga e a Juventude de Viana. O clube nunca foi despromovido do campeonato desde que subiu à I Divisão em 1986. As alcunhas da equipa são "barcelenses", "Óquistas". Os seus jogos de hóquei patins em casa são realizados no Pavilhão Municipal de Barcelos, inaugurado em 1972 e que tem uma capacidade de 2 500 lugares.

O OC Barcelos é um dos mais bem sucedidos clubes portugueses no que toca ao total de títulos ganhos pela equipa de hóquei patins profissionais, com um total de 19 títulos oficiais. Venceu sete títulos internacionais, 1 título da Taça Intercontinental, 1 título da Liga Europeia, 3 títulos da Taça WS Europa, 1 título da Taça Continental e 1 título da Taça das Taças. Internamente, ganhou 3 títulos da I Divisão Hóquei Patins, 4 títulos da Taça de Portugal Hóquei Patins, 4 títulos da Supertaça António Livramento e 1 título da Elite Cup.

O OC Barcelos está atualmente na 6ª posição no ranking mundial de clubes de Hóquei Patins.[1]

História[2][editar | editar código-fonte]

*Em atualização

As Origens e a Fundação[editar | editar código-fonte]

O hóquei em patins chegou a Barcelos quando as primeiros campeonatos da modalidade já desenrolavam desde 1938, no entanto foram se formando a partir da década de 40, algumas equipas amadoras que iam praticando a modalidade de forma recreativa. Tudo começou quando um grupo de jovens, onde se destacaram Cândido Cunha e Simplício Sousa, cansados da falta de condições e organização para a prática desportiva da modalidade na cidade, resolveram criar um clube onde viriam a empenhar o seu tempo, mas também a sua irreverência, generosidade e camaradagem, construindo assim a "mística óquista".

Assim, a 22 de dezembro de 1947 era fundado na cidade barcelense, o "Óquei Clube de Barcelos", no entanto apenas legalizado a 1 de janeiro do ano seguinte(1948)[3]. A toponímia diferenciada no nome do clube barcelense deveu-se à ideia dos fundadores do clube em aportuguesar a palavra traduzida do inglês de "Hockey". Apesar de algumas reservas, o nome acabou por se registar sem o H, tendo a palavra de Óquei, uma imagem diferenciadora do próprio clube de Barcelos.

Das décadas de marasmo à ascensão nacional (1948-1986)[editar | editar código-fonte]

Após décadas de marasmo, na década de 80, a cidade de Barcelos acordou para o Hóquei em Patins, em 1982, Barcelos e a chamada "Catedral" do hóquei em patins português, sediaram o Campeonato do Mundo da modalidade em que Portugal, na qualidade de anfitrião venceu pela 12º vez. Em 1986, o Óquei de Barcelos subiria pela 1º vez à I Divisão, e nunca mais desceu.

Os Anos de Ouro (1986-2004)[editar | editar código-fonte]

Com a ascensão ao maior patamar do hóquei em patins português, o OC Barcelos iria começar a sua ascensão nacional, em 1987/88, na sua 2º temporada na I Divisão, os barcelenses qualificavam-se para a Taça CERS, conseguindo na época a seguir no ano de estreia chegar aos Dezasseis-avos final. Em 1989/90 o OC Barcelos consegue chegar às meias finais da Taça CERS e conseguiu atingir a qualificação para a Liga dos Campeões de Hóquei em Patins pela 1º vez na história, tendo na época de estreia no patamar mais alto europeu da modalidade, ser campeão europeu.

A década de 90 do século XX e os primeiros anos do novo século, os Óquistas viriam-se a afirmar em Portugal, na Europa e no Mundo, sendo a 1º equipa do mundo a conquistar todos os troféus e títulos com conquistas como o campeonato nacional por 3 ocasiões, vencendo por 4 vezes a Taça de Portugal e também 4 Supertaças António Livramento, seguiam se as vitórias nas provas europeias como a Taça das Taças 1992-93, da Taça CERS em 1994-95 e a Taça Continental em 1991. O título mundial foi vencido em 1992 com a vitória da Taça Intercontinental, frente ao Sertãozinho HC do Brasil, por 1-2 em São Paulo e em Barcelos por 7-3, sendo a primeira equipa portuguesa a conquistar o "mundo".

O declínio (2004-2011)[editar | editar código-fonte]

Depois de várias temporadas de sucesso, o OC Barcelos começa a perder folgo ao longo das temporadas por razões financeiras e de sucessivas crises diretivas. Na época 2003-04, o Barcelos deixa de conseguir ultrapassar a barreira da fase de grupos na Liga Europeia e na época a seguir o Óquei conquista o seu último troféu,até 2015-16, a Supertaça António Livramento vencendo o FC Porto depois de grandes penalidades. Com o passar das temporadas o OC Barcelos vai descendo cada vez mais na classificação, chegando a disputar play-offs de despromoção, embora sempre alcançando a permanência.

Na época época 2008-09 o Barcelos termina em 10º lugar no campeonato, perdendo assim o direito de participar nas competições europeias, seria a ultima época que o clube disputaria a Liga Europeia e as competições europeias ate a época 2012-13.

O Recomeço e de volta às conquistas (2011-)[editar | editar código-fonte]

Após anos e anos sem rumo e com uma travessia do deserto, em 2011 Francisco Dias da Silva é eleito presidente do OC Barcelos (mais tarde seria eleito presidente do Gil Vicente FC), com a ambição de devolver o prestígio do passado.[4] Na temporada 2011/12 o OC Barcelos termina o campeonato em 7º lugar, conseguindo qualificar-se para as competições europeias da época 2012/13, algo que o clube já não conseguia desde a temporada de 2008/09. O clube de Barcelos vai lentamente reerguendo-se em Portugal e na Europa, voltando a fazer épocas consistentes e em 2014/15 o OC Barcelos volta a estar na ribalta do hóquei europeu ao chegar à Final-Four da Taça CERS perdendo nas meias finais para o Reus.[5] Na época seguinte o clube volta a ser feliz no panorama europeu ao conquistar a Taça CERS de 2015/16 em casa na "Catedral" 17 anos após a última conquista europeia em 1994/95[6]. Na época seguinte o OC Barcelos conquista o troféu pelo segundo ano consecutivo, (o 3º do seu palmarés) desta feita numa final-four disputada em Itália.[7]

Na época seguinte o OC Barcelos disputa a final da Taça CERS pelo terceiro ano consecutivo, tendo no entanto perdido o troféu após grandes penalidades para o Lleida.[8] Na época 2018/19 o OC Barcelos volta a participar na Taça CERS, então renomeada de Taça World Skate Europe mas acaba afastado administrativamente na ronda preliminar, devido a não ter designado nenhum treinador na ficha de jogo com o Nantes ARH, em França.[9]

Na época 2019/20 o OC Barcelos começou o campeonato com um excelente desempenho, contando com os regressos Luís Querido e de Alvarinho, chegando ao fim da primeira volta de forma surpreendente como líder isolado. No entanto o campeonato viria a ser considerado nulo devido à Pandemia de COVID-19 em Portugal numa altura em que o OCB tinha já caído para o 5º lugar a 12 pontos do líder.

Em 2021, o OC Barcelos venceu a Elite Cup ao bater o FC Porto na final.[10]

Plantel Equipa A de 2021–22[11][editar | editar código-fonte]

Symbol arrow up.svg Atualizado em 10 de maio de 2022

Jogador Posição
1 Argentina Conti Acevedo Guarda Redes
92 Portugal Joka Guarda Redes
- Portugal Miguel Almeida Guarda Redes
4 Portugal Zé Pedro Defesa/Médio
5 Portugal Carlos Oliveira Defesa/Médio
19 Portugal Luís Querido Defesa/Médio
22 Angola André Centeno Defesa/Médio
6 Argentina Darío Giménez Avançado
7 Portugal Joca Guimarães Avançado
10 Argentina Danilo Rampulla Avançado
44 Portugal Miguel Rocha Avançado
74 Portugal Alvarinho Avançado
Equipa Técnica
Portugal Rui Neto Treinador

Plantel Equipa A de 2022-23( I Divisão HP)[12][editar | editar código-fonte]

Symbol arrow up.svg Atualizado em 10 de maio de 2022

*Em atualização

Jogador Posição
-
Equipa Técnica

Renovações 2022-23:

Contratações 2022-23:

Saídas 2022-23:

Plantel Equipa B de 2022-23( III Divisão HP)[13][editar | editar código-fonte]

Symbol arrow up.svg Atualizado em 10 de maio de 2022

*Em atualização

Jogador Posição
-
Equipa Técnica

Renovações 2022-23:

Contratações 2022-23:

Saídas 2022-23:

Infraestruturas[editar | editar código-fonte]

Pavilhão Municipal de Barcelos

Pavilhão Municipal de Barcelos[14][editar | editar código-fonte]

O Pavilhão Municipal de Barcelos é um pavilhão gimnodesportivo localizado, em Barcelos e tem capacidade para 2 500 pessoas. Foi inaugurado em 1972, ainda durante o período de ditadura, e é a atual casa do Óquei Clube de Barcelos, clube mais representativo da cidade na modalidade, sendo o pavilhão, propriedade da Câmara de Barcelos. É considerado por muitos amantes do hóquei em patins como "A Catedral do Hóquei em Patins".

O pavilhão é atualmente usado pela equipa sénior e a formação do clube para treinos e jogos oficiais, mas também pode ser usado como multiusos para concertos e festas. O recinto conta com 4 bancadas, podendo ainda ser instaladas mais 2 no setor sul do pavilhão.

O pavilhão pode ainda albergar outras variadas modalidades desportivas como o hóquei em patins, o futsal, ténis, karaté, ninjútsu e o judo.

Histórico do Hóquei Patins[editar | editar código-fonte]

Symbol arrow up.svg Atualizado em 10 de maio de 2022

Títulos[15][editar | editar código-fonte]

*Em atualização

Nacionais
Competição Títulos Épocas
I Divisão 3 1992-93

1995-96

2000-01

Taça de Portugal 4 1991-92

1992-93

2002-03

2003-04

Supertaça António Livramento 4 1994

1999

2003

2004

Elite Cup 1 2021
Internacionais
Competição Títulos Épocas
Liga Europeia
Liga Europeia Antiga Taça dos Campeões 1 1990-91
Taça WS Europa
Taça WS Europe Antiga CERS 3 1994-95

2015-16

2016-17

Taça Continental
Taça Continental 1 1991
Taça das Taças Extinta 1 1992-93
Taça Intercontinental 1 1992
Torneio de Cidade de Vigo Extinta 1 1991

Total (Nacionais + Internacionais)

20

Títulos na formação[16][editar | editar código-fonte]

*Em atualização

Nacionais
Competição Títulos Épocas
I Divisão de Juniores 3 1998-99

2008-09

2015-16

I Divisão de Juvenis 1 2002-03
I Divisão de Iniciados 3 1994-95

2008-09

2011-12

I Divisão de Infantis 1 2003-04

Presenças[17][editar | editar código-fonte]

*Em atualização

Nacionais
Competição Presenças Melhor resultado Época
I Divisão 22 1992-93

1995-96

2000-01

Taça de Portugal 21 Vencedor 1991-92

1992-93

2002-03

2003-04

Elite Cup 1 Vencedor 2021
Supertaça António Livramento 13 Vencedor 1994

1999

2003

2004

Taça 1947
Taça 1947 1 QF 2020-21
Internacionais
Competição Presenças Melhor resultado Época
Liga Europeia
Liga Europeia Antiga Taça dos Campeões 16 Vencedor 1990-91
Taça WS Europa
Taça WS Europe Antiga CERS 9 Vencedor 1994-95

2015-16

2016-17

Taça Continental
Taça Continental 4 Vencedor 1991
Taça das Taças Extinta 1 Vencedor 1992-93
Taça Intercontinental 2 Vencedor 1992

Classificações por época Equipa A (2014- Atual)[18][editar | editar código-fonte]

*Em atualização

Época Nível Competições
Divisão Classificação Taça de Portugal Elite Cup Taça 1947 Liga Europeia Taça Continental Taça WSE
2014-15 1 I Divisão MF Competição

Não Existia

Competição

Não Existia

Não

Participou

Não

Participou

MF
2015-16 1 I Divisão MF Campeão
2016-17 1 I Divisão QF Competição

Amadora

Finalista Campeão
2017-18 1 I Divisão OF MF Finalista
2018-19 1 I Divisão OF MF RP
2019-20 1 I Divisão Cancelada Cancelada Não

Participou

Não

Participou

2020-21 1 I Divisão 3º (Fase Regular)

MF (Play-off)

QF FG
2021–22 1 I Divisão 5º (Fase Regular)

- (Play-off)

MF Campeão Cancelada[19] Não

Participou

2022–23 1 I Divisão
  • Partir de 2018-19 a Taça CERS muda de nome para WS Europe
  • Partir de 2020-21 o campeonato foi disputado em Fase Regular e de Play-offs
  • Partir de 2021-22 a Elite Cup passou a ser um torneio oficial da FPP[20]
  • Legenda das cores na pirâmide do hóquei patins português
     1º nível (1ª Divisão)
     2º nível (2ª Divisão)
     3º nível (3ª Divisão)

Classificações por época Equipa B (2021- Atual)[21][editar | editar código-fonte]

Época Nível Competições
Divisão Classificação
2021-22 3 III Divisão (Zona Norte 1) 6º (Fase Regular)
2022-23 3 III Divisão (Zona Norte 1)

Participações Competições Internacionais[editar | editar código-fonte]

Época Competição Europeia Eliminatória
2013/14 Taça CERS Oitavos-de-final
2012/13 Taça CERS Oitavos-de-final
2008/09 Liga Europeia Fase de Grupos
2008 Campeonato do Mundo 10º classificado
2007/08 Liga Europeia Fase de Grupos
2006/07 Liga Europeia Fase de Grupos
2004/05 Liga Europeia Fase de Grupos
2003/04 Liga Europeia Meias finais
2002/03 Liga Europeia 1ª Eliminatória
2001/02 Liga Europeia Finalista
2000/01 Liga Europeia Meias finais
1999/00 Liga Europeia Fase de Grupos
1998/99 Taça CERS Finalista
1997/98 Liga Europeia Fase de Grupos
1996/97 Liga Europeia 1ª Eliminatória
1995/96 Taça CERS Quartos de final
1994/95 Taça CERS VENCEDOR
1993/94 Taça dos Campeões Finalista
1993 Taça Continental Finalista
1992/93 Taça das Taças VENCEDOR
1991/92 Taça dos Campeões Meias finais
1992 Taça Intercontinental VENCEDOR
1991 Taça Continental VENCEDOR
1990/91 Taça dos Campeões VENCEDOR
1989/90 Taça CERS Meias finais
1988/89 Taça CERS Dezasseis-avos

Equipamentos[editar | editar código-fonte]

Symbol arrow up.svg Atualizado em 10 de maio de 2022

*Em atualização

Materiais e Patrocinadores[editar | editar código-fonte]

Período Materiais e Patrocinadores
Marca do Equipamento Patrocínio Principal
2022-??

Equipamentos de 2022-23[editar | editar código-fonte]

Dados e Estatísticas[22][editar | editar código-fonte]

Symbol arrow up.svg Atualizado em 13 de maio de 2022 *Em atualização

Top 10 mais jogos Top 10 melhores marcadores
# Jogador Épocas Jogos # Jogador Épocas Jogos

Referências[editar | editar código-fonte]

  1. «Ranking of Men Club Teams at 02.05.2022» (PDF) 
  2. «Óquei Clube de Barcelos - Hóquei :: Estatísticas :: Títulos :: Palmarés :: História :: Golos :: Próximos Jogos :: Resultados :: Notícias :: Vídeos :: Fotos :: Plantel :: zerozero.pt». www.zerozero.pt. Consultado em 13 de maio de 2022 
  3. «OC Barcelos: Evolução histórica:: zerozero.pt». www.zerozero.pt. Consultado em 14 de maio de 2022 
  4. Minhoto, Hóquei (2 de outubro de 2012). «Hóquei Minhoto: Entrevista a Francisco Dias, presidente do OC Barcelos». Hóquei Minhoto. Consultado em 14 de maio de 2022 
  5. https://maisfutebol.iol.pt/modalidades/hoquei-em-patins/hoquei-sporting-na-final-da-taca-cers-oquei-barcelos-eliminado
  6. Portugal, Rádio e Televisão de. «OC Barcelos está de volta!». OC Barcelos está de volta!. Consultado em 14 de maio de 2022 
  7. https://www.dn.pt/desporto/oquei-de-barcelos-conquista-a-taca-cers-6257435.html
  8. https://www.jn.pt/desporto/oquei-de-barcelos-perde-taca-cers-nos-penaltis-9294197.html
  9. https://www.publico.pt/2018/11/19/desporto/noticia/ausencia-treinador-dita-afastamento-barcelos-taca-europa-1851614
  10. «OC Barcelos vence FC Porto e conquista a Elite Cup». www.record.pt. Consultado em 14 de maio de 2022 
  11. «Óquei Clube de Barcelos – HoqueiPatins.pt». Consultado em 14 de maio de 2022 
  12. «Óquei Clube de Barcelos - Hóquei :: Estatísticas :: Títulos :: Palmarés :: História :: Golos :: Próximos Jogos :: Resultados :: Notícias :: Vídeos :: Fotos :: Plantel :: zerozero.pt». www.zerozero.pt. Consultado em 10 de maio de 2022 
  13. «Óquei Clube de Barcelos - Hóquei :: Estatísticas :: Títulos :: Palmarés :: História :: Golos :: Próximos Jogos :: Resultados :: Notícias :: Vídeos :: Fotos :: Plantel :: zerozero.pt». www.zerozero.pt. Consultado em 10 de maio de 2022 
  14. «Equipamentos Desportivos». Município de Barcelos. Consultado em 13 de maio de 2022 
  15. «Óquei Clube de Barcelos - Hóquei :: Estatísticas :: Títulos :: Palmarés :: História :: Golos :: Próximos Jogos :: Resultados :: Notícias :: Vídeos :: Fotos :: Plantel :: zerozero.pt». www.zerozero.pt. Consultado em 13 de maio de 2022 
  16. «Óquei Clube de Barcelos - Hóquei :: Estatísticas :: Títulos :: Palmarés :: História :: Golos :: Próximos Jogos :: Resultados :: Notícias :: Vídeos :: Fotos :: Plantel :: zerozero.pt». www.zerozero.pt. Consultado em 13 de maio de 2022 
  17. «Óquei Clube de Barcelos - Hóquei :: Estatísticas :: Títulos :: Palmarés :: História :: Golos :: Próximos Jogos :: Resultados :: Notícias :: Vídeos :: Fotos :: Plantel :: zerozero.pt». www.zerozero.pt. Consultado em 13 de maio de 2022 
  18. «Óquei Clube de Barcelos - Hóquei :: Estatísticas :: Títulos :: Palmarés :: História :: Golos :: Próximos Jogos :: Resultados :: Notícias :: Vídeos :: Fotos :: Plantel :: zerozero.pt». www.zerozero.pt. Consultado em 13 de maio de 2022 
  19. «Taça 1947, prevista para janeiro, foi cancelada :: zerozero.pt». www.zerozero.pt. Consultado em 13 de maio de 2022 
  20. «Agora com selo de oficial: eis a Elite Cup 2021! :: zerozero.pt». www.zerozero.pt. Consultado em 13 de maio de 2022 
  21. «Óquei Clube de Barcelos - Hóquei B:: Estatísticas :: Títulos :: Palmarés :: História :: Golos :: Próximos Jogos :: Resultados :: Notícias :: Vídeos :: Fotos :: Plantel :: zerozero.pt». www.zerozero.pt. Consultado em 14 de maio de 2022 
  22. «Óquei Clube de Barcelos - Hóquei :: Estatísticas :: Títulos :: Palmarés :: História :: Golos :: Próximos Jogos :: Resultados :: Notícias :: Vídeos :: Fotos :: Plantel :: zerozero.pt». www.zerozero.pt. Consultado em 13 de maio de 2022