2º Batalhão de Polícia de Choque (PMESP)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

Cabe ao CPChq da Polícia Militar do Estado de São Paulo a execução de tarefas de restauração da ordem publica relativas ao controle de distúrbios civis, contra guerrilha urbana, contra guerrilha rural e operações policiais especificas que extrapolam as ações dos policiamentos ostensivos de área ou que requerem tropas especialmente treinadas.

Comando de Policiamento de Choque[editar | editar código-fonte]

O CPChq é formado por:

RC 9 de Julho: Responsável pelas ações de contra guerrilha urbana e rural, controle de distúrbios civis e supletivamente radiopatrulhamento montado (Cavalaria).

1°BPChq Tobias de Aguiar: Responsável pelas ações de contra guerrilha urbana, policiamento motorizado em aérea de alto risco e supletivamente ações de controle de distúrbios civis.

2°BPChq Anchieta: Responsável pelas ações de controle de distúrbios civis, policiamento em eventos, policiamento e escolta com motocicletas. Página:* www.facebook.com

3°BPChq Humaitá: Responsável pelas ações de controle de distúrbios civis, escolta e supletivamente policiamento motorizados.

4°BPChq Operações Especiais: Responsável pelas ações contra guerrilha urbana e rural (COE), ações táticas especiais (GATE) e supletivamente radiopatrulhamento com cães (CANIL).

Novos Blindados[editar | editar código-fonte]

O Batalhão de Choque recebeu, em Julho de 2015[1] seis caminhões blindados vindos de Israel. O veículo é conhecido como "Caveirão" no Rio de Janeiro. Em São Paulo, o governo deu o nome de "Guardião" ao equipamento. O custo total das seis unidades foi de R$30 milhões.

A blindagem dos caminhões é nível 4, capaz de segurar tiros de fuzil. Eles tem 1,8 metro de altura e capacidade para 24 homens, uma tropa inteira. Os pneus, mesmo furados, podem rodar até 160km. O veículo possui um sistema com quatro câmeras de monitoramento e, em caso de conflito, é possível disparar de dentro. O comandante do batalhão diz que pretende usar o veículo em situações específicas, como jogos de futebol e combate a incêndios.

Referências

Ícone de esboço Este artigo sobre Polícia é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.