7.62×51mm NATO

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Disambig grey.svg Nota: Este artigo é sobre Esse artigo é sobre o calibre padrão OTAN 7.62x51mm. Para calibre russo 7.62x39mm, da AK-47, veja 7.62x39mm.
7.62×51mm NATO
NATO 7.62x51.jpg
7.62×51mm NATO em comparação com pilas AA (LR6).
Tipo Fuzil
Local de origem Estados Unidos
História operacional
Em serviço 1954–presente
Utilizadores Estados Unidos, OTAN, outros.
Especificações
Cartucho semelhante .308 Winchester (derivado do .300 Savage)
Diâmetro do pescoço 0,345 in (8,76 mm)
Desempenho balístico
Projétil Peso / Tipo Velocidade Energia
147 M80 FMJ 2733 2437
175 M118 Long Range BTHP 2580 2586


O 7.62×51mm NATO (nomenclatura oficial da OTAN 7.62 NATO) é um cartucho de fuzil sem aro desenvolvido na década de 1950 como padrão para armas ligeiras entre os países da OTAN. Não deve ser confundido com o cartucho russo 7.62×54mmR,ou mesmo com o 7,62x39mm, a munição padrão da maioria dos rifles da família AK.

História[editar | editar código-fonte]

Logo após a Segunda Guerra Mundial, a Organização do Tratado do Atlântico Norte planejava adotar um cartucho padrão para seus países membros. Esses planos incialmente se concretizaram no 7.62x51mm. Os belgas, com a FN Herstal, projetaram um dos primeiros fuzis no calibre, o FN Model 1949. Esse fuzil não teve sucesso comercial e logo foi substituído pelo FN FAL, apelidado de "o braço direito do mundo livre".[1]

Foi introduzido no serviço dos EUA no rifle M14 e a metralhadora M60 (metralhadora) no final dos anos 50. O M14 foi substituído no serviço dos EUA, pois a infantaria adotou o M16 em 5.56×45mm NATO. No entanto, o M14 e muitas outras armas de fogo que usam 7.62×51mm permanecem em serviço, especialmente no caso de vários rifles de precisão, metralhadoras médias, como o M240, e vários fuzis em uso por forças de operações especiais, o mais famoso deles sendo o HK417. O cartucho é usado tanto pela infantaria quanto por armas montadas e serviços tripulados montadas em veículos, aeronaves e navios.

No Brasil, foi adotado oficialmente em 1964, com a chegada dos primeiros FAL's ao Exército Brasileiro. Continua em uso até hoje, com o IMBEL IA2 e com o IMBEL AGLC. Também é usado por diversas polícias.

Desempenho[editar | editar código-fonte]

O cartucho NATO de 7,62 × 51 mm possui um desempenho balístico muito próximo do 30-06 Springfield M1906. Os propelentes modernos permitem um desempenho similar de com menos capacidade de carga. O estojo mais curto permite uma ligeira redução no tamanho e peso das armas de fogo que o abrigam e uma melhor ciclagem em armamentos automáticas e semiautomáticas. O 30-30 Springfield M1906 pesava 26,1 gramas (403 gr), e o 7,62 × 51 milímetros NATO M80 pesa 25,4 gramas (392 gr).

Semelhança com o .308 Winchester[editar | editar código-fonte]

Apesar de não serem idênticos, os cartuchos 7.62×51mm NATO e o comercial .308 Winchester são semelhantes o suficiente para o uso em armas de mesmo calibre, mas os cartuchos Winchester .308 são normalmente carregados com mais propelente que cartuchos 7.62×51mm NATO.[1] Embora o Instituto dos Fabricantes de Armas e Munições Desportivas (Em inglês: SAAMI) não considerar inseguro disparar cartuchos comerciais em armas de câmara para cartuchos da NATO (OTAN), há uma discussão significativa sobre possíveis danos à arma de fogo devido suas diferentes propriedades.[2][3]Enquanto o debate vai nos dois sentidos, o ATF recomenda verificar a estampilha no cano; se não tiver certeza, pode-se consultar o fabricante da arma de fogo.[4][5]

Tabela balística (em inglês) da munição.

Referências[editar | editar código-fonte]

  1. SAAMI Velocity and Piezoelectric Transducer Pressure: Centerfire Rifle, 2013, p. 9, «Archived copy» (PDF). Consultado em 10 de novembro de 2016.. Arquivado do original (PDF) em 2 de janeiro de 2017 
  2. «Sniper's Hide - Long Range Shooting, Precision Marksmanship, Gear Testing & Reviews - Scout». Scout.com. 27 de Maio de 2016. Consultado em 29 de Maio de 2016. [ligação inativa]
  3. «308 Win/7.62x51 compatibility». sksboards.com. Consultado em 29 de Maio de 2016. 
  4. «Archived copy» (PDF). Consultado em 4 de novembro de 2013.. Arquivado do original (PDF) em 16 de novembro de 2013 
  5. «ATF Home Page - Bureau of Alcohol, Tobacco, Firearms and Explosives». www.ATF.gov. Consultado em 29 de Maio de 2016. 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]