A.R.E.S.: Extinction Agenda

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
A.R.E.S. Extinction Agenda
Desenvolvedora(s) Extend Studio
Publicadora(s) Origo Games
Distribuidora(s) Steam, Desura
Compositor(es) Hyperduck Soundworks
Motor FlatRedBall
Plataforma(s) Microsoft Windows, OnLive
Data(s) de lançamento
  • AN 14 de dezembro, 2010[1]
  • INT 19 de janeiro, 2011 (Steam)[1]
Gênero(s) Ação, plataforma
Modos de jogo Single-player
Classificação Classificação pendente i ESRB (América do Norte)
Hardware
Versão 1.21.42

A.R.E.S. Extinction Agenda é um jogo eletrônico 2.5D de ação e plataforma lançado para Microsoft Windows. Foi criado pela desenvolvedora indie tailandesa Extend Studio.

Enredo[editar | editar código-fonte]

O jogo se passa em uma época futurística na qual a Terra está contaminada por poluição. Um grupo de cientistas ficaram presos na estação "Deep Space Reprocessing" após um misterioso asteróide emitir um gás fluorescente em direção a eles. Os sobreviventes então descobrem que as máquinas da estação se tornaram violentas contra eles após estas serem expostas ao gás. Eventualmente, eles conseguem enviar uma amostra do gás para o time de pesquisa na "United Earth Headquarters" para encontrar alguma maneira de os resgatarem, e assim, nomeiam o gás Zytron. O jogador controla o protagonista do jogo, Ares, o primeiro robô imune a Zytron criado para enfrentar as máquinas alteradas, na missão de resgatar os sobreviventes da estação.

Jogabilidade[editar | editar código-fonte]

O jogador controla o movimento de Ares com as teclas WASD no teclado, e miram com o mouse. Ares pode pular duas vezes e rolar para se esquivar de ataques e prosseguir dentre obstáculos. Jogadores podem coletar partes de inimgos derrotados para fabricar itens e aprimorar armas. No decorrer do jogo, jogadores recebem novas armas em cada fase e, no fim de cada uma delas, Ares deve derrotar um chefe para progredir.

Desenvolvimento[editar | editar código-fonte]

A.R.E.S. Extinction Agenda era originalmente intitulado "Trashman", mas o time de desenvolvimento mudou o nome para atrair audiências internacionais.[2]

Recepção crítica[editar | editar código-fonte]

 Recepção
Resenha crítica
Publicação Nota
IGN 7.5/10[3]
Eurogamer 6/10[4]
Pontuação global
Publicação Nota média
GameRankings 73.50%[5] (PC)
Metacritic 68/100[6] (PC)

A recepção crítica do jogo foi razoável. Críticos de grandes publicações elogiarem A.R.E.S.: Extinction Agenda por sua trilha sonora e pelo artwork vibrante e detalhado, enquanto criticou a sua duração, sendo muito curta. Devido a sua popularidade, a trilha sonora do jogo foi mais tarde lançado na Steam como DLC em 2 de janeiro de 2012. A.R.E.S. ganhou o segundo prêmio do concurso "Dream.Build.Play." da Microsoft em 2010, junto a outros jogos independentes notáveis como Beat Hazard.[7]

Referências

  1. a b «A.R.E.S.: Extinction Agenda na GameFAQs». GameFAQs (em inglês). Consultado em 2 de dezembro de 2012 
  2. «X10 Dev Blog >> Blog Archive >> Title Change» (em inglês). Extend Studio. Consultado em 27 de fevereiro de 2012 
  3. Colin Moriarty (25 de fevereiro de 2011). «"A.R.E.S. Extinction Agenda" Review». IGN (em inglês). Consultado em 16 de janeiro de 2012 
  4. Kristan Reed (28 de janeiro de 2011). «"Download Games Roundup • Page 3" Review». Eurogamer (em inglês). Consultado em 16 de janeiro de 2012 
  5. «A.R.E.S. Extinction Agenda» (em inglês). GameRankings. Consultado em 18 de janeiro de 2012 
  6. «A.R.E.S. Extinction Agenda (PC)» (em inglês). Metacritic. Consultado em 18 de janeiro de 2012 
  7. Dale North. «Microsoft's Dream.Build.Play 2010 winners announced -Destructoid». Destructoid (em inglês). Consultado em 27 de fevereiro de 2012 

Ligaçõex externas[editar | editar código-fonte]

Site oficial do jogo (em inglês)