A.R.E.S.: Extinction Agenda

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
A.R.E.S. Extinction Agenda
Desenvolvedora(s) Extend Studio
Publicadora(s) Origo Games
Distribuidora(s) Steam, Desura
Compositor(es) Hyperduck Soundworks
Motor FlatRedBall
Plataforma(s) Microsoft Windows, OnLive
Data(s) de lançamento
  • AN 14 de dezembro, 2010[1]
  • INT 19 de janeiro, 2011 (Steam)[1]
Gênero(s) Ação, plataforma
Modos de jogo Single-player
Classificação Classificação pendente i ESRB (América do Norte)
Hardware
Versão 1.21.42

A.R.E.S. Extinction Agenda é um jogo eletrônico 2.5D de ação e plataforma lançado para Microsoft Windows. Foi criado pela desenvolvedora indie tailandesa Extend Studio.

Enredo[editar | editar código-fonte]

O jogo se passa em uma época futurística na qual a Terra está contaminada por poluição. Um grupo de cientistas ficaram presos na estação "Deep Space Reprocessing" após um misterioso asteróide emitir um gás fluorescente em direção a eles. Os sobreviventes então descobrem que as máquinas da estação se tornaram violentas contra eles após estas serem expostas ao gás. Eventualmente, eles conseguem enviar uma amostra do gás para o time de pesquisa na "United Earth Headquarters" para encontrar alguma maneira de os resgatarem, e assim, nomeiam o gás Zytron. O jogador controla o protagonista do jogo, Ares, o primeiro robô imune a Zytron criado para enfrentar as máquinas alteradas, na missão de resgatar os sobreviventes da estação.

Jogabilidade[editar | editar código-fonte]

O jogador controla o movimento de Ares com as teclas WASD no teclado, e miram com o mouse. Ares pode pular duas vezes e rolar para se esquivar de ataques e prosseguir dentre obstáculos. Jogadores podem coletar partes de inimgos derrotados para fabricar itens e aprimorar armas. No decorrer do jogo, jogadores recebem novas armas em cada fase e, no fim de cada uma delas, Ares deve derrotar um chefe para progredir.

Desenvolvimento[editar | editar código-fonte]

A.R.E.S. Extinction Agenda era originalmente intitulado "Trashman", mas o time de desenvolvimento mudou o nome para atrair audiências internacionais.[2]

Recepção crítica[editar | editar código-fonte]

 Recepção
Resenha crítica
Publicação Nota
IGN 7.5/10[3]
Eurogamer 6/10[4]
Pontuação global
Publicação Nota média
GameRankings 73.50%[5] (PC)
Metacritic 68/100[6] (PC)

A recepção crítica do jogo foi razoável. Críticos de grandes publicações elogiarem A.R.E.S.: Extinction Agenda por sua trilha sonora e pelo artwork vibrante e detalhado, enquanto criticou a sua duração, sendo muito curta. Devido a sua popularidade, a trilha sonora do jogo foi mais tarde lançado na Steam como DLC em 2 de janeiro de 2012. A.R.E.S. ganhou o segundo prêmio do concurso "Dream.Build.Play." da Microsoft em 2010, junto a outros jogos independentes notáveis como Beat Hazard.[7]

Referências

  1. a b "A.R.E.S.: Extinction Agenda na GameFAQs". GameFAQs (em inglês). Consult. 02/12/12. 
  2. "X10 Dev Blog >> Blog Archive >> Title Change" (em inglês). Extend Studio. Consult. 27/02/12. 
  3. Colin Moriarty (25/02/11). ""A.R.E.S. Extinction Agenda" Review". IGN (em inglês). Consult. 16/01/12. 
  4. Kristan Reed (28/01/11). ""Download Games Roundup • Page 3" Review". Eurogamer (em inglês). Consult. 16/01/12. 
  5. "A.R.E.S. Extinction Agenda" (em inglês). GameRankings. Consult. 18/01/12. 
  6. "A.R.E.S. Extinction Agenda (PC)" (em inglês). Metacritic. Consult. 18/01/12. 
  7. Dale North. "Microsoft's Dream.Build.Play 2010 winners announced -Destructoid". Destructoid (em inglês). Consult. 27/02/12. 

Ligaçõex externas[editar | editar código-fonte]

Site oficial do jogo (em inglês)