Abadia Territorial de Montevergine

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Abadia Territorial de Montevergine

Abbatia Territorialis Montisvirginis

Catedral
Localização
País Itália
Estatísticas
Área 48 km2 (19 sq mi) km²
Informação
Rito Rito Latino
Criação Século XII
Catedral Santuario di S. Maria di Montevergine

A Abadia Territorial de Montevergine (em latim: Territorialis Abbatia Montisvirginis) é uma abadia territorial católica romana localizada na comuna de Montevergine, na província eclesiástica de Avellino, na Itália.

Por volta de 1120, Guilherme de Vercelli fundou uma abadia de inspiração eremítica dedicada à Virgem Santa. Foi consagrado em 1124 em Mons Sacer, assim chamado por causa das ruínas de um templo de Cibele.[1] Catarina de Valois e seu filho, Luís I de Nápoles, estão enterrados na abadia. A nova basílica, construída em 1961, é o lar de um ícone bizantino do século XIII de uma Madona Negra.[2] Em 1926 foi estabelecido como Abadia Territorial de Montevergine.

Liderança[editar | editar código-fonte]

Madonna di Montevergine
  • Abades territoriais de Montevergine (rito romano)
    • Abade Riccardo Luca Guariglia, O.S.B.
    • Abade Beda Umberto Paluzzi, O.S.B. (18 de abril de 2009 - 18 de abril de 2014)
    • Fr. Beda Umberto Paluzzi, O.S.B. (Administrador Apostólico de 15 de novembro de 2006 - 18 de abril de 2009)
    • Abade Tarciscio Giovanni Nazzaro, O.S.B. (24 de junho de 1998 - 15 de novembro de 2006)
    • Abade Francesco Pio Tamburrino (mais tarde arcebispo) (29 de novembro de 1989 - 14 de fevereiro de 1998)
    • Abade Tommaso Agostino Gubitosa, O.S.B. (15 de outubro de 1979 - 1989)
    • Abade Anselmo Ludovico Tranfaglia, O.S.B. (17 de dezembro de 1952 - 1968)
    • Abade Giuseppe Ramiro Marcone, O.S.B. (11 de março de 1918 - 1952)
    • Abade Carlo Gregorio Maria Grasso, O.S.B. (mais tarde arcebispo) (setembro de 1908 - 7 de abril de 1915)
    • Abade Vittore Corvaia, O.S.B. (mais tarde bispo) (18 de janeiro de 1884 - 12 de julho de 1908)

Referências

  1. Catholic Encyclopedia: "Monte Vergine"; the legend, told to an English traveler, was reported in Sketch Book of the South, (pub. Edward Churton) London, 1835.
  2. Described in Sketch Book of the South, 1835.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]