Abuso psicológico

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Abuso psicológico
Classificação e recursos externos
CID-10 T74.3
CID-9 995.82
A Wikipédia não é um consultório médico. Leia o aviso médico 

Abuso psicológico, também conhecido como abuso emocional ou abuso mental, caracteriza-se quando uma pessoa submete ou expõe outra a um comportamento que pode resultar em traumas psicológicos, como ansiedade, depressão crônica, ou transtorno de estresse pós-traumático.[1][2][3] Esse tipo de abuso é frequentemente associado a situações de desequilíbrio de poder, tais como relações abusivas, bullying, assédio moral e abuso no local de trabalho.[2][3]

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. Dutton, D. G. (1994). Patriarchy and wife assault: The ecological fallacy. Violence and Victims, 9, 125-140.
  2. a b Maiuro, Roland D.; O'Leary, K. Daniel (2000). Psychological Abuse in Violent Domestic Relations. [S.l.]: New York:Springer Publishing Company. p. 197. ISBN 0-8261-1374-5 
  3. a b Thompson AE, Kaplan CA. "Childhood emotional abuse." British Journal of Psychiatry. 1996 Feb;168(2):143-8. PMID 8837902
Ícone de esboço Este artigo sobre psicologia é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.