Academia do Samba

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Disambig grey.svg Nota: Se procura outros significados, veja Academia do Samba (desambiguação).
Academia do Samba
Fundação 3 de fevereiro de 1949 (70 anos)[1]
Cores Azul e Branco[1]
Símbolo Cartola, luvas brancas e uma bengala[1]
Bairro Simões Lopes[2]
Desfile de 2017

Academia do Samba é uma escola de samba de Pelotas, é uma das mais antigas entidades carnavalescas do Rio Grande do Sul.

Carnavais[editar | editar código-fonte]

Academia do Samba
Ano Colocação Grupo Enredo Ref.
1986 Campeã Especial Num mar de ilusões...É nessa onda que eu vou. [3]
1987 Campeã Especial Yorubá A Luz da Criação.
1999 Especial Cartola de Ouro no Jubileu da Alegria. [4]
2000 3º lugar Especial Etnias do Rio Grande do Sul [5]
2001 4º lugar Especial Di Lá Pra Cá Brasil do Oriente Salim Vende
2002 3º lugar Especial Bairro Areal - De areia e sal, berço cultural e turístico, renova o ciclo com Carnaval. [6]
2003 6º lugar Especial Água gera e alimenta, sem ela a vida fica por um triz. [7]
2004 6º lugar Especial Saterê Mawê - Os Filhos do Guaraná
2005 Desclassificada Especial Tributo de Amor à Azul e Branco [8]
2006 3º lugar Especial Quimeras mitológicas de uma história africana - Uma homenagem aos orixás. [9]
2007 4º lugar Especial Simões Lopes, seus descendentes, nosso bairro, nossa gente. [10][11]
2008 Campeã Especial Um Baile de Máscaras na Avenida... O Centenário Áureo Cerúleo. [12]
2009 3º lugar Especial Beber? Bebi. Pra ti trago o que vi! [13][14]
2010 4º lugar Especial Deu Pra Ti, Baixo Astral, Vou Para o Carnaval, Tchau. [15][16]
2011 4º lugar Especial A Academia do Samba apresenta uma história brilhante. [17][18][19]
Não desfilou em 2012.[20]
2013 4º lugar Especial Mulheres que brilham e que brilharam no doce cenário de Pelotas [21][22][23]
Em 2014 as escolas do grupo especial decidiram não desfilar, por não aceitar o local indicado para os desfiles.[24]
2015 Participativo Especial O barro e o sangue – o outro lado da história. [25][26]
Em 2016 o carnaval foi cancelado devido a falta de recursos.[27]
2019 Especial Do passado germina a semente do futuro. Academia 70 anos de glória e paixão, respeite a cartola do meu pavilhão [28]

Títulos[editar | editar código-fonte]

  • Campeã de Pelotas: 1953, 1986, 1987[nota 1], 2008

Prêmios[editar | editar código-fonte]

Estandarte de Ouro (Prêmio Rei Momo Agostinho Trindade)
  • 2008: Comissão de frente, compositor e samba-enredo.[29]
  • 2009: Compositor.[30]
  • 2011: Porta-estandarte, mestre-sala e porta-bandeira[31]

Notas

  1. Dividido com a General Telles

Referências

  1. a b c «Academia do Samba». Rádio Universidade. Consultado em 16 de março de 2011 [ligação inativa]
  2. César Soares (24 de fevereiro de 2008). «Academia samba o título na passarela após 22 anos». Pelotas.rs.gov.br. Consultado em 27 de julho de 2010. Arquivado do original em 3 de março de 2016 
  3. «Pelotas – Revista Academia – Carnaval de 1986». Rota do Samba. 10 de dezembro de 2012. Consultado em 13 de março de 2013 
  4. «A escola de samba mais antiga volta à avenida». Correio do Povo. 14 de fevereiro de 1999. Consultado em 10 de maio de 2012 
  5. «Fragata festeja o bicampeonato». Correio do Povo. 8 de março de 2000. Consultado em 16 de março de 2011 [ligação inativa]
  6. «Areal e Fragata dividem título». Diário Popular. 12 de fevereiro de 2002. Consultado em 17 de março de 2011. Arquivado do original em 21 de fevereiro de 2014 
  7. «Tema enredo ES Academia do Samba» (PDF). pelotas.com.br. Consultado em 16 de março de 2011 
  8. «Empate garante o bi à General Telles». Correio do Povo. 12 de fevereiro de 2005. Consultado em 16 de março de 2011 [ligação inativa]
  9. «Baile de rua encerra a noite de gala». Correio do Povo. 26 de fevereiro de 2006. Consultado em 16 de março de 2011 
  10. Vilmarise Franceschi (22 de fevereiro de 2007). «Estação Primeira do Areal é a grande campeã do Carnaval». pelotas.com.br. Consultado em 16 de março de 2011. Arquivado do original em 8 de junho de 2008 
  11. Luiza Assumpção (20 de fevereiro de 2007). «Academia leva para a passarela tema sobre Simões Lopes». pelotas.com.br. Consultado em 16 de março de 2011. Arquivado do original em 3 de março de 2016 
  12. Esmeralda Schwonke (17 de fevereiro de 2008). «Academia do Samba renasce». pelotas.com.br. Consultado em 16 de março de 2011. Arquivado do original em 4 de março de 2016 
  13. «Estação Primeira é campeã da Doce Folia». Correio do Povo. 3 de março de 2009. Consultado em 16 de março de 2011 [ligação inativa]
  14. «Academia do Samba». Rota do Samba. Consultado em 16 de março de 2011 [ligação inativa]
  15. «Enredo». Rádio Universidade. Consultado em 16 de março de 2011 [ligação inativa]
  16. Amanda Santo (21 de fevereiro de 2010). «General Telles é a campeã do Carnaval de Pelotas». Diário Popular. Consultado em 16 de março de 2011 
  17. «Academia do Samba apresenta uma história brilhante». Pelotascenter. 26 de janeiro de 2011. Consultado em 16 de março de 2011 
  18. «Pelotas - Grupo Especial anima Carnaval da cidade». Correio do Povo. 9 de março de 2011. Consultado em 24 de fevereiro de 2012. Arquivado do original em 23 de setembro de 2015 
  19. «Pelotas: "Estação Primeira do Areal" é a grande campeã do Carnaval - Hoje tem Desfile das Campeãs.». Rota do Samba. Consultado em 16 de março de 2011 [ligação inativa]
  20. Jussara Lautenschläger (13 de janeiro de 2012). «Telles e Unidos recebem primeira parcela de subvenção». Diário Popular. Consultado em 31 de agosto de 2012 
  21. Michele Ferreira (7 de dezembro de 2012). «Grupo Especial questiona o Carnaval 2013». Diário Popular. Consultado em 5 de janeiro de 2013. Arquivado do original em 3 de março de 2016 
  22. «Academia do Samba» (PDF). Prefeitura de Pelotas. Consultado em 27 de fevereiro de 2013 
  23. «Tricampeã Estação Primeira do Areal encerra o Carnaval de Pelotas». Jornal Tradição. 11 de março de 2013. Consultado em 11 de março de 2013 
  24. Antonio Peixoto (12 de dezembro de 2013). «Escolas de samba decidem não desfilar em 2014 em Pelotas, RS». G1. Consultado em 8 de janeiro de 2014 
  25. Shana Dockendorff (27 de fevereiro de 2015). «O Barro e o sangue negro no samba da Academia». Prefeitura de Pelotas. Consultado em 27 de fevereiro de 2015. Arquivado do original em 24 de setembro de 2015 
  26. «Escolas do Grupo Especial fazem desfile de participação». Diário Popular. 1 de março de 2015. Consultado em 1 de março de 2015. Arquivado do original em 3 de março de 2016 
  27. «Cidades do interior do RS cancelam carnaval e investem em outras áreas». G1 RS. 13 de janeiro de 2016. Consultado em 14 de janeiro de 2016 
  28. «Escolas do Grupo Especial voltam a encantar no Carnaval Pelotense». Diário da Manhã. 11 de março de 2019. Consultado em 12 de março de 2019. Cópia arquivada em 12 de março de 2019 
  29. Luiza Assumpção (22 de fevereiro de 2008). «Vencedores do Troféu Agostinho Trindade». Prefeitura de Pelotas. Consultado em 16 de março de 2013. Arquivado do original em 4 de março de 2016 
  30. «Prefeito entrega troféus aos campeões do Carnaval 2009». Prefeitura de Pelotas. 1 de março de 2009. Consultado em 13 de março de 2013. Arquivado do original em 3 de março de 2016 
  31. ASCOM (12 de março de 2011). «Estandartes de Ouro já estão no Camarote do Prefeito». Prefeitura de Pelotas. Consultado em 27 de fevereiro de 2012. Arquivado do original em 4 de março de 2016 


Ícone de esboço Este artigo sobre carnaval, integrado ao Projeto Carnaval é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.