Adapisoriculidae

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Como ler uma infocaixa de taxonomiaAdapisoriculidae
Ocorrência: Cretáceo Superior–Eoceno
Taxocaixa sem imagem
Classificação científica
Reino: Animalia
Filo: Chordata
Classe: Mammalia
Subclasse: Eutheria
Família: Adapisoriculidae
Van Valen, 1967
Gêneros
7, ver texto

Adapisoriculidae é uma família de mamíferos fósseis de posição taxonômica incerta. Ocorreu no Cretáceo Superior na Índia, e do Paleoceno ao Eoceno Inferior na África (Argélia e Marrocos) e Europa (Espanha, França, Bélgica e Alemanha).[1]

Nomenclatura e taxonomia[editar | editar código-fonte]

O táxon foi criado por Leigh Van Valen em 1967 como uma subfamília, Adapisoriculinae, da família Tupaiidae, contendo somente gênero Adapisoriculus.[2] Em 1989, Emmanuel Gheerbrant e Donald E. Russell elevaram-na a categoria de família distinta e incluíram os gêneros Afrodon, Bustylus, Garatherium e Remiculus. Gheerbrant e Russell classificaram a família na ordem Lipotyphla.[3] Em 2008, Gherard Storch com base na análise do esqueleto pós-craniano relacionou Adapisoriculidae com os primatas Plesiadapiformes.[4] Em 2010, dois estudos independentes classificaram o gênero Deccanolestes como pertencente a Adapisoriculidae, com base no estudo morfométrico.[5][6] E no mesmo ano, a família Adapisoriculidade foi reclassificada com base em similaridades do esqueleto pós-craniano como pertencente ao clado Euarchonta, confirmando a hipótese sugerida por Storch, em 2008.[6][7] Em 2011, uma análise filogenética confirmou a relação entre Deccanolestes e o restante dos adapisoriculídeos, entretanto, não demonstrou qualquer relação entre a família e o clado Euarchonta, excluindo Adapisoriculidae do grupo Placentalia e reposicionando-a como um membro basal do Eutheria.[8] Em 2015, uma análise cladística revisada confirmou a exclusão de Adapisoriculidade do clado Placentalia, e manteve sua posição basal entre o grupo Eutheria. O estudo sugere que as semelhanças na morfologia pós-craniana entre os adapisoriculídeos e os euarcontes representa uma convergência evolutiva ou ainda a retenção primitiva de capacidades arborícolas.[9]

Gêneros reconhecidos:[1]

  • Adapisoriculus Lemoine, 1885 - Paleoceno da Europa
  • Afrodon Gheerbrant, 1988 - Paleoceno e Eoceno da Europa e Norte da África
  • Bustylus Gheerbrant & Russell, 1991 - Paleoceno da Europa
  • Garatherium Crochet, 1984 - Paleoceno do Norte da África
  • Remiculus Russell, 1964 - Paleoceno da Europa
  • Deccanolestes Prasad & Sahni, 1988 - Cretáceo Superior da Índia
  • Proremiclus De Bast, Sigé & Smith, 2012 - Paleoceno da Europa

Referências

  1. a b De Bast, E.; Smith, T.; Sigé, B. (2012). «Diversity of the adapisoriculid mammals from the early Palaeocene of Hainin, Belgium». Acta Palaeontologica Polonica. 57 (1): 35–52. doi:10.4202/app.2010.0115  line feed character character in |título= at position 77 (ajuda)
  2. Van Valen, L. (1967). «New Paleocene insectivores and insectivore classification». Bull. Am. Mus. Nat. Hist. 135: 221–284 
  3. Gheerbrant, E.; Russell, D.E. (1989). «Presence of the genus Afrodon [Mammalia, Lipotyphla(?) Adapisoriculidae] in Europe; new data for the problem of trans-Tethyan relations between Africa and Europe around the K/T boundary». Palaeogeography Palaeoclimatology Palaeoecology. 76: 1–15. doi:10.1016/0031-0182(89)90099-0 
  4. Storch, G. (2008). «Skeletal remains of diminutive primate from the Paleocene of Germany». Naturwissenschaften. 95 (10): 927–930. doi:10.1007/s00114-008-0401-0 
  5. Prasad, G.V.R.; Verma, O.; Gheerbrant, E.; Goswani, A.; Khosla, A.; Parmar, V.; Sahni, A. (2010). «First mammal evidence from the Late Cretaceous of India for biotic dispersal between India and Africa at the KT transition». Comptes Rendus Palevol. 9 (1-2): 63–71. doi:10.1016/j.crpv.2009.12.003 
  6. a b Smith, T.; De Bast, E.; Sigé, B. (2010). «Euarchontan affinity of Paleocene Afro-European adapisoriculid mammals and their origin in the late Cretaceous Deccan Traps of India». Naturwissenschaften. 97 (4): 417-22. doi:10.1007/s00114-010-0651-5 
  7. Boyer, D.; Prasad, G.V.R.; Krause, D.W.; Godinot, M.; Goswami, A.; Verma, O.; Flynn, J. (2010). «New postcrania of Deccanolestes from the Late Cretaceous of India and their bearing on the evolutionary and biogeographic history of euarchontan mammals». Naturwissenschaften. 97 (4): 365–377. doi:10.1007/s00114-010-0648-0 
  8. Goswami, A.; Prasad, G.V.R.; Upchurch, P.; Boyer, D.M.; Seiffert, E.R.; Verma, O.; Gheerbrant, E.; Flynn, J.J. (2011). «A radiation of arboreal basal eutherian mammals beginning in the Late Cretaceous of India». Proceedings of the National Academy of Sciences of the USA. 108: 333-338. doi:10.1073/pnas.1108723108 
  9. Manz, C.L.; Chester, S.G.B.; Bloch, J.I.; Silcox, M.T.; Sargis, E.J. (2015). «New partial skeletons of Palaeocene Nyctitheriidae and evaluation of proposed euarchontan affinities». Biology Letters. 11 (1). 20140911 páginas. doi:10.1098/rsbl.2014.0911 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Wikispecies
O Wikispecies tem informações sobre: Adapisoriculidae