Adelais de Amboise

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Adelais de Amboise
Cônjuge Ingelger I de Anjou
Filho(s) Fulco I de Anjou

Adelais de Amboise (às vezes chamada de Aelinde) veio de uma influente família franco do Vale do Loire. Pelo lado materno era sobrinha de Adelard, Arcebispo de Tours, e Raino, Bispo de Angers.[1] Em 865, seus tios arranjaram um casamento para ela com um homem chamado Ingelger, cuja devoção a Carlos, o Calvo tinha sido recompensada com terra e comandos militares.[2][3] O dote de Adelais incluiu o Buzençais, Châtillon-sur-Indre, e a fortaleza de Amboise, que posteriormente tornou-se a residência real conhecida como o Castelo de Amboise.[4] Adelais e Ingelger, que tem sido identificado como um visconde ou a primeira condagem de Anjou, foram pais de Fulk o Vermelho, que se tornou o primeiro conde hereditário de Anjou.[5][6][7] De Acordo com Gesta Consulum Andegavorum, "após a morte de seu marido, Adelais foi injustamente acusada de adultério por um grupo de nobres liderada por "Guntrannus parens Ingelgerii", mas mais tarde foi absolvida."[8]

Referências

  1. Bachrach, Bernard S. (2006). Fulk Nerra, the Neo-Roman Consul, 987-1040: A Political Biography of the Angevin Count. Berkeley: U of California P. p. 4. ISBN 978-0520079960. Consultado em 30 de setembro de 2016 
  2. Bradbury (1993). Bernard S. Bachrach-Fulk Nerra, The Neo-Roman Consul 987-1040_ a Political Biography of the Angevin Count. Berkeley: U of California P. p. 56. Consultado em 16 de setembro de 2016 
  3. Teunis, Henk. The Appeal to the Original Status: Social Justice in Anjou in the Eleventh Century. Hilversum: Uitgeverij Verloren. p. 25. Consultado em 26 de setembro de 2016 
  4. "The History of the City of Paris." Translations from the French. Lynn: [s.n.] 1770. p. 2:40. Consultado em 30 de setembro de 2016 
  5. Story, R. L. (1964). Chronology of the Medieval World: 800-1491. Herzelia, Israel: Helicon. p. 870. ISBN 978-0091782641 
  6. Bachrach. Fulk Nerra. [S.l.: s.n.] p. 4 
  7. Norgate, Kate (1887). England under the Angevin Kings. London: Macmillan. p. 106. Consultado em 30 de setembro de 2016 
  8. «Archbishops of Tours». Foundation for Medieval Genealogy. Consultado em 30 de setembro de 2016 

<