Aeroporto de Amesterdão Schiphol

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Aeroporto de Amesterdão-Schiphol
Aeroporto
Luchthaven Schiphol
IATA: AMS - ICAO: EHAM
Características
Tipo Público
Administração Schiphol Group
Serve Amesterdão, Holanda do Norte,  Países Baixos
Inauguração 16 de setembro de 1916
Coordenadas 52° 18' 29" N 4° 45' 51" E
Altitude -3 m (-10 ft)
Movimento de 2018
Passageiros 71 053 157 passageiros
Carga 1.716.982 toneladas
Aéreo 499.446 aeronaves
Website oficial www.schiphol.nl Página oficial
Mapa
AMS está localizado em: Países Baixos
AMS
Localização do aeroporto nos Países Baixos
Pistas
Cabeceira(s) Comprimento Superfície
18R/36L 3 800  m (12 467 ft) Asfalto
06/24 3 500  m (11 483 ft) Asfalto
09/27 3 453  m (11 329 ft) Asfalto
18L/36R 3 400  m (11 155 ft) Asfalto
18C/36C 3 300  m (10 827 ft) Asfalto
04/22 2 014  m (6 608 ft) Asfalto

O Aeroporto de Amesterdão-Schiphol (IATA: AMS, ICAO: EHAM), é o principal aeroporto dos Países Baixos e um dos principais aeroportos da Europa. Localiza-se ao sudoeste de Amesterdão. Schiphol foi o quarto aeroporto mais movimentado da Europa em 2014, com cerca de 55 milhões de passageiros, após Heathrow (Londres), Charles de Gaulle (Paris) e Rhein-Main (Frankfurt).[1] Devido ao imenso tráfego, algumas companhias aéreas de baixo custo decidiram mudar de aeroporto e em vez de ficarem em Schiphol, foram para Aeroporto de Roterdã-Haia.

O aeroporto está localizado no município de Haarlemmermeer, no sul da província de Holanda do Norte e está localizado a cerca de 15 quilômetros a sudoeste de Amesterdão. O aeroporto é de propriedade do Schiphol Group (nome registrado: "NV Schiphol Airport"), cujos accionistas são o Estado neerlandês, os municípios de Amesterdão e Roterdão, e Aéroports de Paris.

Schiphol é o lar das companhias aéreas holandesas KLM, Corendon Airlines, Arkefly e Transavia. Além disso, é o centro europeu do Delta Air Lines, também como base para a Vueling e a EasyJet. Schiphol está localizado a poucos metros abaixo do nível do mar e tem seis pistas.

Visão geral[editar | editar código-fonte]

O Aeroporto de Schiphol é um importante aeroporto europeu, ocupando a terceira posição dos aeroportos mais movimentados da Europa e na décima posição dos aeroportos mais movimentados do mundo em 2017. Também é considerado o quinto mais movimentado em tráfego de passageiros internacionais e o décimo sexto mais movimentado em volume de carga. 68.515.425 passageiros passaram pelo aeroporto em 2017. Os seus principais concorrentes em movimento de passageiros e carga são Londres-Heathrow, Frankfurt, Paris-Charles de Gaulle, Istambul Atatürk e Madrid-Barajas.

Em 2010, 65,9% dos passageiros voaram para Europa, 11,7% para a América do Norte e 8,8% para a Ásia. Em movimento de carga os destinos foram principalmente para a Ásia (45%), e a América do Norte (17%).

Também em 2010, 106 companhias aéreas forneceram um total de 301 destinos regulares. O destinos dos passageiros foram servidos por 91 companhias aéreas. Os destinos diretos (sem escala) aumentaram para 9 para um total de 274. Destinos cargueiros regulares operados por companhias aéreas cargueiras aumentaram de 8 para um total de 27.

O aeroporto é construído como um único e grande terminal, dividido em 3 grandes salas de embarque, que se conectam novamente ao lado do ar. O mais recente deles foi construído em 1993 e foi expandido em 2007 com uma nova seção, chamada Terminal 4, embora não seja um prédio separado. Um novo píer deve ser inaugurado em 2019 com uma extensão prevista para estar operacional até 2023. Existem planos para expansão de terminais e portões adicionais, incluindo a construção de um novo terminal separado entre as pistas de Zwanenburgbaan e Polderbaan que terminaria com um terminal único.

Devido ao tráfego intenso e altas taxas de pouso (devido ao limite de 500.000 voos por ano), algumas transportadoras de baixo custo decidiram mudar seus voos para aeroportos menores, como o Aeroporto de Roterdã-Haia e o Aeroporto de Eindhoven. Muitas transportadoras de baixo custo, como EasyJet e Transavia, no entanto, continuam a operar em Schiphol, usando o baixo custo H pier. O Aeroporto de Lelystad está atualmente sendo expandido para acomodar alguns dos voos de baixo custo e de lazer que operam atualmente fora de Schiphol, levando até 45.000 voos por ano.

Vôos Para o Brasil[editar | editar código-fonte]

A KLM faz vôos diários para o Aeroporto Internacional de Guarulhos e o Aeroporto Internacional do Galeão, e 3 vôos por semana para o Aeroporto Internacional de Fortaleza. E a Corendon Airlines realiza vôos sazonais para o Aeroporto Internacional de Natal (o voo faz uma parada em Tenerife-Sul, Porém apenas para o abastecimento, sem tráfego local entre as cidades).

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. «Cópia arquivada». Consultado em 20 de janeiro de 2015. Arquivado do original em 20 de janeiro de 2015 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Aeroporto de Amesterdão Schiphol