Aeroporto de Belém/Brigadeiro Protásio de Oliveira

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Belém
Aeroporto
Aeroporto Brigadeiro Protásio de Oliveira
ICAO: SBJC
Características
Tipo Público e Militar
Administração Infraero
Serve Região Metropolitana de Belém
Localização Belém, PA, Brasil
Inauguração agosto de 1976 (45 anos)
Coordenadas 1° 24' 54" S 48° 27' 32" O
Altitude 16 m (52 ft)
Movimento de 2015
Passageiros 9 424
Carga 25 235
Aéreo 4 893 Decolagens
Capacidade anual 190 000
Website oficial Página oficial
Mapa
SBJC está localizado em: Brasil
SBJC
Localização do aeroporto no Brasil
Pistas
Cabeceira(s)
Comprimento
Superfície
16 / 34
1 106  m (3 629 ft)
Notas
Dados da FAB[1] e da INFRAERO[2]

O Aeroporto de Belém/Brigadeiro Protásio de Oliveira. (ICAO: SBJC) está situado na cidade de Belém, estado do Pará.

História[editar | editar código-fonte]

O então Aeroporto Júlio Cesar teve a sua origem em 1936 no chamado Campo de Souza, em terras adquiridas pelo então Ministério da Guerra. No local, foi instalado o núcleo do 7º Regimento de Aviação. Em 1937, foi fundado o Aeroclube do Pará, destinado à formação de pilotos civis, que passou a utilizar também esse campo de aviação.

Com a criação do Ministério da Aeronáutica, em 1941, foi instalado na área do Campo de Souza, em 1945, o Parque de Material Aeronáutico de Belém.

Passados 31 anos de uso militar, somente em agosto de 1976 o aeródromo foi homologado e aberto ao tráfego aéreo de uso público, com a denominação de Aeroporto Júlio Cesar. O aeroporto passou então a ser explorado comercialmente, sob a jurisdição do Departamento de Aviação Civil.

Em 1980, a administração do então Aeroporto Júlio Cesar passou para a Infraero, ficando a sua infra-estrutura de navegação aérea a cargo da TASA, ambas então vinculadas ao Ministério da Aeronáutica.

Com a absorção da TASA pela Infraero em 1996, os órgãos da navegação aérea passaram a ser subordinados a esta.

O aeroporto será desativado e substituído por um parque urbano nos moldes do parque do Ibirapuera em São Paulo através da secretaria de turismo do estado do Pará, tem suas atividades transferidas para o Aeroporto Internacional de Belém[3]

Ver também[editar | editar código-fonte]

O aeroporto brigadeiro Protásio de oliveira designativo ICAO SBJC, é o seio da aviação regional na Amazônia, abriga o aeroclube do Pará, atualmente com suas atividades de instrução paralisadas, abriga a aviação aérea regional, com várias empresas de táxi aéreo que integram regiões importantes do estado do Pará, incluindo transporte de valores, transporte aeromédico, transporte turístico onde a aviação comercial não alcança, ou seja a maioria do estado. É de onde docolam voos para o interior, que quase sempre pousam em pistas precárias. É importante ponto de integração e desenvolvimento dessas regiões. É fonte de renda e emprego, gerados por inúmeras fontes, mecânicos e oficinas aeronáuticas, lanchonetes, restaurantes, empresas de abastecimento de combustível, inúmeros empregos diretos e indiretos gerados na região.

Referências

  1. «Publicação Auxiliar de Rotas Aéreas (ROTAER)» (PDF). Departamento de Controle do Espaço Aéreo (DECEA). 2016. Consultado em 1 de outubro de 2016. Cópia arquivada (PDF) em 1 de outubro de 2016 
  2. «Estatísticas» (HTML). INFRAERO. 2015. Consultado em 16 de outubro de 2016 
  3. «Parque da Cidade será grande como o povo de Belém». oliberal.com. Consultado em 13 de janeiro de 2020 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre um aeroporto é um esboço relacionado ao Projeto Aviação. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.