Agnimitra

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

Agnimitra (149-141 a.C.) foi o segundo rei da dinastia Sunga, e filho de Pusiamitra Sunga, quem ele sucedeu em 149 a.C.. Apesar de Kālidāsa, no seu Mālavikāgnimitram, (ato IV, verso 14) ter mencionado que ele pertenceu à Baimbika-kula (família Baimbika). Agnimitra foi o vice-rei de Vidisa durante o governo do seu pai (Mālavikāgnimitram, ato V, 20). O seu reinado durou 8 anos. Ele foi sucedido pelo filho Vasujyesta.

Guerra com Vidarbha[editar | editar código-fonte]

O Mālavikāgnimitram de Kālidāsa mencionou uma guerra entre ele e Vidarbha. Vidarbha tornou-se independente só algum tempo após um ministro máuria ter entronado o seu cunhado Yajnasena. Madhavasena, um primo de Yajnasena, procurou ajuda de Agnimitra, mas, antes de poder sair do território de Vidarbha para refugiar-se em Vidisa, foi capturado e preso. Agnimitra exigiu a libertação imediata de Madhavasena. Yajnasena, como resposta, pediu a libertação do ministro máuria, que tinha sido capturado por Agnimitra anteriormente. Agnimitra mandou o seu grande exército para Vidarbha e a guerra começou. Como resultado da guerra, Vidarbha foi dividida entre os dois primos e ambos aceitaram a suserania dos governantes sungas (Mālavikāgnimitram, ato I, verso 6-8 e ato V, verso 13-14).

Casamentos[editar | editar código-fonte]

Do Mālavikāgnimitram, conhecemos dois dos nomes de suas rainhas. São: Dharini (mãe do quarto governante sunga, Vasumitra) e Iravati. Depois, ele casou-se com a princesa de Vidarbha, Malavika.

Precedido por
Pusiamitra Sunga
Rei da Dinastia Sunga
149 a.C.141 a.C.
Sucedido por
Vasujyesta