Alejandro de Tomaso

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Alejandro de Tomaso
Nome completo Alejandro de Tomaso
Nascimento 10 de julho de 1928
Buenos Aires, Argentina
Morte 21 de maio de 2003
Modena, Itália
Nacionalidade Argentino
Ocupação empresário

Alejandro de Tomaso (Buenos Aires, Argentina, 10 de julho de 1928Modena, Itália, 21 de maio de 2003) foi um piloto e industrial argentino.

Alejandro de Tomaso pertenceu a uma família argentina poderosa e muito conhecida, mas voou da Argentina em seu próprio avião em 1955, fugindo da perseguição do regime de Juan Perón. Ele se estabeleceu em Modena, Itália onde conheceu e se casou com a herdeira americana Isabelle Haskell, uma cliente da Ferrari que pilotava em corridas nos Estados Unidos, e juntos eles decidiram criar sua própria empresa de carros em Modena. Enquanto isto estava sendo realizado ele curtia algum sucesso como piloto. O nono lugar no GP da Argentina de 1957 na Scuderia Centro Sud Ferrari 500/625 permaneceria o seu maior sucesso.

Com a ambição de promover a De Tomaso Modena SpA por meio do automobilismo, Giampaolo Dallara foi contratado para projetar um carro de F-2 para 1969. Isto foi orquestrado por um jovem dono de equipe ambicioso chamado Frank Williams os pilotos foram Jonathan Williams, Jacky Ickx e Piers Courage. Williams e De Tomaso então fizeram um acordo para entrar na F-1 em 1970 com Courage, os motores Cosworth e o chassi projetado por Dallara. Courage terminou em terceiro na prova extra-campeonato International Trophy e estava em sétimo no GP da Holanda, onde sofreu um acidente fatal. A equipe continuou com os pilotos Brian Redman e Tim Schenken, mas encerrou as atividades no final do ano. De Tomaso foi então se concentrar no negócio dos carros de estrada. Ele morreu em 2003 e a companhia foi assumida por seu Santiago sob as orientações de Isabelle, mulher de Alejandro.

Alessandro, como foi chamado pelos seus admiradores italianos, ainda é prestigiado por salvar um número de companhias de engenharia da falência incluindo as marcas de motocicletas Benelli e Moto Guzzi, assim como as montadoras Innocenti e Maserati. Este ele até recuperou com sucesso e a vendeu para a Fiat em 1993. Mas sua grande ambição era se tornar um dono de equipe de Fórmula 1 bem-sucedido, e ele tinha Frank Williams gerenciando uma promissora operação com o De Tomaso 505, projetado por Gianpaolo Dallara – até a batida fatal de Piers Courage no GP da Holanda de 1970.

Ver também[editar | editar código-fonte]