Alice Ogando

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Alice Ogando
Nome completo Alice Ogando Costa de Oliveira Brun
Nascimento 1900
Morte 1981 (81 anos)
Nacionalidade Portugal Português
Cônjuge André Brun
Ocupação Escritora e tradutora
Magnum opus Entrou-me um coração pela janela: romance

Alice Ogando Costa de Oliveira Brun (1900 - 1981) foi uma escritora portuguesa, tradutora de Stefan Zweig e autora de inúmeros textos originais e adaptações para o teatro que marcaram a rádio portuguesa até o início da década de 1970. Destacou-se sobretudo na produção de dramaturgia radiofónica, atividade que realizou por décadas, mas escreveu também guiões para cinema[1], literatura infantil[2] e, sob múltiplos pseudônimos, romances populares e publicou também poesia.[3] Em 1912, casou-se com o escritor André Brun.

Obras[editar | editar código-fonte]

  • Onze Histórias e Um Sonho (1910);
  • Intimidade (1927);
  • Chama eterna (1930);
  • Bonecas e pinguins (1931);
  • As Meninas dos Meus Olhos: contos infantis (1934);
  • Canções da vida e da morte (1934);
  • Mulheres: dois caminhos (1934);
  • Pena maior: romance (1935);
  • O amor dos outros: romance (1935);
  • Este pecado de amor... : oito histórias à maneira de teatro (1935);
  • O mistério do Maria do Céu (1935);
  • Marias da minha terra (1935);
  • A mulher de amanhã: romance (1937);
  • O meu sonho de papel: romance (1938);
  • Eu sou um homem ilustre: romance (1941);
  • Olhos de porcelana: romance (1942);
  • Achei o meu coração: romance (1942);
  • Annie, a preceptora: romance (1942);
  • Casei com uma actriz : romance (1942);
  • Entrou-me um coração pela janela: romance (1942);
  • Quem mora naquele moinho...: romance (1942);
  • O meu noivo tem um tio: romance (1942);
  • A mulher comprada: romance (1942);
  • O segredo de Carla: romance (1942)
  • Uma mulher nasceu!: romance (1942);
  • O senhor doutor acusa... (1942);
  • O mundo somos nós dois: romance (1942);
  • Quando o passado voltou : romance (1942);
  • O teu marido sou eu: romance (1942);
  • Serás rainha: romance (1942);
  • Sou uma mulher vulgar: romance (1942);
  • Troquei minha mulher: romance (1942);
  • Já era assim há cem anos: romance (1944);
  • Canto da Primavera (1944);
  • Divórcio (1944);
  • Cinco brancos e um preto (1948).

Referências

Ícone de esboço Este artigo sobre um(a) escritor(a) é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.