Alphonse Luisier

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

Alphonse Luisier (Bagnes, Valais, Suíça, 6 de Fevereiro de 1872Areias (Santo Tirso), 4 de Novembro de 1957) foi um botânico, especialista em musgos e hepáticas. Sacerdote católico, membro da Sociedade de Jesus, professor no Colégio de Campolide (Lisboa), dedicou-se ao estudo dos musgos e outras briófitas, especialmente de Portugal, da Galiza e da ilha da Madeira, sendo um dos primeiros briologistas da Península Ibérica.[1] Foi Doutor honoris causa pela Faculdade de Ciências da Universidade do Porto (1942), sócio de sociedades científicas como a Academia das Ciências de Lisboa e a Sociedade Broteriana e sócio fundador da Sociedade de Ciências Naturais, da Societé Valaisienne de Sciences Naturelles e da Sullevant's Moss Society.[2]

Notas

  1. Américo Pires de Lima. «Rev. P. e Dr. Alphonse Luisier (6-II-1872 — 4-XI-1957)» (PDF). Broteriana, Boletim da Sociedade Broteriana, Volume XXXII (2.ª série), 1958. Universidade de Coimbra. Arquivado do original (PDF) em 19 de setembro de 2014 
  2. «Luisier». Alphonse (nota biográfica). Ciuhct.com [ligação inativa]
Ícone de esboço Este artigo sobre um botânico é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.