Antonia Maury

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Antonia Maury
Nascimento 21 de março de 1866
Philipstown, Nova Iorque, EUA
Morte 8 de janeiro de 1952 (85 anos)
Hastings, Condado de Oswego, Nova Iorque, EUA
Nacionalidade norte-americana
Alma mater Vassar College
Prêmios Prêmio Annie J. Cannon de Astronomia (1943)
Instituições Harvard College Observatory
Campo(s) Astronomia

Antonia Caetana de Paiva Pereira Maury mais conhecida como Antonia Maury (Philipstown, 21 de março de 1866 - Hastings, 8 de janeiro de 1952) foi uma astrônoma americana.[1][2][3]

Vida pessoal[editar | editar código-fonte]

Antonia Caetana de Paiva Pereira Maury nasceu no estado de Nova Iorque, em 1866. Ela recebeu esse nome em homenagem a sua avó materna, Antonia Caetana de Paiva Pereia, que pertencia a uma família nobre que fugiram de Portugal para o Brasil por conta das guerras de Napoleão Bonaparte. O pai de Maury foi o Reverendo Mytton Maury, um descendente direto do Reverendo James Maury e um dos filhos de Sarah Mytton Maury. A mãe de Maury foi Virginia Draper, filha de Antonia Caetana de Paiva Pereira Gardner, nascida no Brasil, e John William Draper.

Maury também era sobrinha de Henry Draper, astrônomos pioneiros. Como tal, a jovem Antonia e seus dois irmãos foram expostos a ciência em uma idade muito precoce. Antonia Maury estudou no Vassar College, graduando-se em 1887 com honras em física, astronomia e filosofia. Lá, ela estudou sob a tutela do renomado astrônomo Maria Mitchell.

Trabalho astronômico[editar | editar código-fonte]

Depois de completar seu trabalho de graduação, Maury foi trabalhar no Observatório do Colégio de Harvard. Maury observou espectros estelares e publicou um catálogo importante de classificações em 1897.

Edward Charles Pickering, diretor do observatório, discordou com o sistema de classificação e explicação das diferentes larguras de linha de Maury. Em resposta a esta reação negativa ao seu trabalho, ela decidiu deixar o observatório. No entanto, o astrônomo dinamarquês Ejnar Hertzsprung percebeu o valor de suas classificações e os usou em seu sistema de identificação de estrelas gigantes e anões.

Em 1908, Maury voltou a Harvard College Observatory, onde permaneceu por muitos anos. Sua obra mais famosa, houve a análise espectroscópica da estrela binária Beta Lyrae, publicado em 1933.[4]

Em 1943 foi agraciada com o Prêmio Annie Jump Cannon de Astronomia pela Sociedade Astronômica Americana.[5]

Referências

  1. «She is an astronomer - Antonia Maury» (em inglês). She is an astronomer. Consultado em 4 de maio de 2014 
  2. «Antonia Maury» (em inglês). NNDB. Consultado em 4 de maio de 2014 
  3. «Maury, Antonia Caetana de Paiva Pereira» (em inglês). Springer Reference. Consultado em 4 de maio de 2014 
  4. «The Spectral Changes of B. Lyrae: By Antonia C. Maury» (em inglês). Annals of the Astronomical Observatory of Harvard College. Consultado em 4 de maio de 2014 
  5. «Annie J. Cannon Award in Astronomy» (em inglês). American Astronomical Society. Consultado em 4 de maio de 2014 
Ícone de esboço Este artigo sobre um astrônomo/astrónomo é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.