Araucarioxylon arizonicum

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Como ler uma caixa taxonómicaAraucarioxylon arizonicum
Ocorrência: Triássico
 Araucarioxylon arizonicum

Araucarioxylon arizonicum
Classificação científica
Reino: Plantae
Divisão: Pinophyta
Classe: Pinopsida
Ordem: Pinales
Família: Araucariaceae
Género: Araucarioxylon
Gothan (1912)
Nome binomial
Araucarioxylon arizonicum
Knowlton

Araucarioxylon arizonicum é uma espécie extinta de coníferas. É um fóssil encontrado no estado do Arizona. A espécie é conhecida a partir de troncos de árvores enormes encontrados na Formação Chinle no deserto badlands no norte do Arizona e Novo México, com 378,51 quilômetros quadrados (93.530 hectares), chamda Parque Nacional da Floresta Petrificada. Lá, esses troncos são abundante e têm sido usados como materiais de construção.

No período Triássico (cerca de 250 a 200 milhões de anos), Arizona era uma extensão plana tropical no noroeste do supercontinente Pangeia. Lá, uma floresta cresceu em que as arizonicum se erguiam a 60 metros e tinham mais de 60 centímetros de diâmetro. Fósseis frequentemente mostram furos de insetos.

A madeira petrificada destas árvores é frequentemente chamadas de madeira do arco-íris por causa da grande variedade de cores que exibem alguns. O vermelho e amarelo são produzidos por grandes quantidades de partículas de óxido de ferro, o amaredo da limonita e o vermelho da hematita. A cor roxa vem do pó extremamente fino da hematita misturado com toda a matriz de quartzo, e não de manganês, como por vezes tem sido sugerido.

Em dezembro de 2008 O biologo W.P. Armstrong expressou dúvidas sobre a validade do nome Araucarioxylon arizonicum.1

Construções com madeira petrificada

Referências[editar | editar código-fonte]