Saltar para o conteúdo

Arcano maior

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Exemplo de arcano maior (o Louco) em baralho clássico de tarô do século XIX.

Os arcanos maiores ou, ainda, triunfos maiores são uma subdivisão do tarô e, juntamente, com os arcanos menores formam uma das partes integrantes do baralho. Em conjuntos esotéricos, os arcanos maiores entram em contrapartida com os menores e retratam situações gerais e em que circunstância encontra-se a alma, o espírito ou o subconsciente[a] humano em determinada situação, por isso é representado por elementos simbólicos gerais da cultura humana. Os arcanos maiores são geralmente considerados por leitores de cartas como relativas a questões de maior efeito ou profundo significado, ao contrário dos arcanos menores que se relacionam com o mundo quotidiano e questões de importância imediata.[2][3][4]

Lista[editar | editar código-fonte]

As imagens nas cartas esotéricas dos arcanos maiores são frequentemente repletas de simbolismos ocultos; escondido, há muito mais na ilustração do que uma mera descrição da carta título. As primeiras cartas não eram nomeadas e numeradas, e tinham somente imagens. A ordem das cartas não é normalizada. No entanto, um dos mais comuns conjuntos de nomes e números é a seguinte:[5]

Número Nome
0[b] O Louco
I O Mago
II A Suma Sacerdotisa/A Papisa
III A Imperatriz
IV O Imperador
V O Hierofante/O Papa
VI Os Enamorados
VII A Carruagem
VIII A Justiça
IX O Eremita
X Roda da Fortuna
XI A Força
XII O Enforcado/O Pendurado
XIII Morte
XIV A Temperança
XV O Diabo
XVI A Torre
XVII A Estrela
XVIII A Lua
XIX O Sol
XX O Julgamento
XXI O Mundo

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

O Commons possui uma categoria com imagens e outros ficheiros sobre arcanos maiores

Notas

  1. O esoterismo e o ocultismo moderno são um tipo de filosofia que não está inteiramente ligada a uma religião ou crença, podendo ser praticada por diversos grupos étnicos e religiosos. As representações feitas pelos arcanos maiores podem variar.[1]
  2. O Louco, em muitos baralhos clássicos, era numerado como a 22ª carta, porém, na atualidade, é numerado comumente como a carta 0.

Referências

  1. «Neo-ocultismo» 
  2. Arcanos Maiores Do Tarô, Os. [S.l.]: Editora Pensamento 
  3. Henrique, Elder. OS ARCANOS MAIORES DO TARÔ. [S.l.]: Elder Miranda Barreto 
  4. Ferreira, Diego Ferrecini (22 de dezembro de 2020). «Os sonhos de Zaratustra e os arcanos maiores do tarô». PARALAXE (1): 50–65. ISSN 2318-9215. doi:10.23925/2318-9215.2020v7n1D4. Consultado em 2 de fevereiro de 2022 
  5. «Arcanos Maiores – O que são? Quais são as cartas? Como interpretá-las?». Blog Astrocentro. 15 de abril de 2019. Consultado em 2 de fevereiro de 2022 
Ícone de esboço Este artigo sobre esoterismo ou ocultismo é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.