Arnolfo di Cambio

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Arnolfo di Cambio
Nome nativo Arnolfo di Cambio
Nascimento 1240
Colle di Val d'Elsa
Morte 8 de março de 1302 (62 anos)
Florença
Ocupação arquiteto, escultor
Magnum opus Estátua em bronze de São Pedro
Escultura de Arnolfo di Cambio em Santa Maria del Fiore (Florença).

Arnolfo di Lapo, também conhecido como Arnolfo di Cambio, (1232 ou 12451310) foi um arquiteto e escultor florentino.

Era filho do arquiteto Lapo Tedesco, e formou-se no atelier de Nicola Pisano, a quem auxiliou na criação do púlpito do Duomo de Siena (1265-1269) e em outras obras. Depois de deixar o atelier do mestre transferiu-se para Roma em 1276 ou 1277, entrando no séquito de Carlos I da Sicília, e criando obras importantes como o monumento fúnebre a este rei.

Arnolfo di Cambio: Madonna com São Zenóbio e uma serva, no Museo dell'Opera di Santa Maria del Fiore

Em Roma também expandiu seus conhecimentos ao entrar em contato com a arte clássica antiga e outros mestres de sua época, assimilando a técnica da entársia e do vidro dourado, que aplicou na decoração da Basílica de São Paulo Extramuros (1285) e de Santa Maria in Trastevere (1293), além de criar outros monumentos como a estátua do Papa Bonifácio VIII e a de São Pedro na Antiga Basílica de São Pedro.

Em 1294 ou 1295 viajou a Florença, onde iniciou suas atividades de arquiteto, sendo o autor da planta do Palazzo Vecchio, da Igreja de Santa Croce e da Catedral de Santa Maria del Fiore, que ele não veria completar-se, mas deixando numerosas estátuas para a decoração da fachada. Também foi o autor, em Orvieto, do projeto da Catedral e da tumba do Cardeal de Braye.

É considerado uma das mais proeminentes figuras de sua época, tanto na escultura como na arquitetura, e sua biografia faz parte da obra "As Vidas dos Artistas", de Giorgio Vasari.

Referências

Commons
O Commons possui imagens e outras mídias sobre Arnolfo di Cambio