Arsamosata

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Disambig grey.svg Nota: Não confundir com Samósata, na Comagena

Arsamosata (em armênio: Արշամշատ; transl.: Aršamšat) foi uma cidade na província armênia de Sofena fundada pelo rei Arsames I, da Dinastia orôntida, no século III a.C. Foi abandonada no século I a.C. Na Idade Média foi chamada de Ashmushat.

A cidade situava-se na Turquia, onde hoje está Elazığ (antiga Kharput ou Harput)[carece de fontes?] ou no vilarejo abandonado conhecido como Haraba, 60 quilômetros a leste de Elazığ[1], ambos parte da província de Elazığ e da região da Anatólia Oriental. A maior parte do sítio arqueológico no local está sob as águas da represa de Kebam.

A cidade é frequentemente confundida com a cidade de Samósata.

Referências

  1. T. A. Sinclair, "Eastern Turkey, an Architectural and Archaeological survey, volume 3, pages 112-115.


Ícone de esboço Este artigo sobre arqueologia ou arqueólogos é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.
Ícone de esboço Este artigo sobre História da Turquia é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.
Ícone de esboço Este artigo sobre História da Armênia é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.