Portal:Arqueologia

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
 Portal Tópicos 
Portal Arqueologia.jpg
Escavação de cemitério da Cúria Metropolitana de Porto Alegre-RS
Castelo de Silves durante as escavações
Portal da Arqueologia
Dropshadow lang.jpg
Great Wall of China, Framed view.jpg
Lieser, Notgrabung 3.jpg

Arqueologia (cuja origem etimológica vem de arqueo, antigo e lógos, estudo) é uma ciência social que estuda as sociedades, podendo ser tanto as que ainda existem, quanto as atualmente extintas, através de seus restos materiais, sejam estes objectos móveis (como por exemplo objecto de arte, como as vénus) ou objectos imóveis (como é o caso de estruturas arquitectónicas). Também se incluem as intervenções no meio ambiente efetuadas pelo homem.

A maioria dos primeiros arqueólogos, que aplicaram a sua disciplina aos estudos das antiguidades, definiram a arqueologia como o "estudo sistemático dos restos materiais da vida humana já desaparecida". Outros arqueólogos enfatizaram aspectos psicológico-comportamentais e definiram a arqueologia como "a reconstrução da vida dos povos antigos".

Em alguns países a arqueologia é considerada como uma disciplina pertencente à antropologia; enquanto esta se centra no estudo das culturas humanas, a arqueologia dedica-se ao estudo das manifestações materiais destas. Deste modo, enquanto as antigas gerações de arqueólogos estudavam um antigo instrumento de cerâmica como um elemento cronológico que ajudaria a pôr-lhe uma data à cultura que era objeto de estudo, ou simplesmente como um objeto com um verdadeiro valor estético, os antropólogos veriam o mesmo objecto como um instrumento que lhes serviria para compreender o pensamento, os valores e a própria sociedade a que pertenceram.


Ver artigo principal

Mostrar novas seleções
Artigo destacado Colabore
Império Bizantino em sua extensão máxima, durante o governo de Justiniano
O Império Bizantino foi a continuação do Império Romano durante a Antiguidade Tardia e Idade Média. Sua capital foi Constantinopla (moderna Istambul), originalmente conhecida como Bizâncio. Inicialmente parte oriental do Império Romano (frequentemente chamada de Império Romano do Oriente no contexto), sobreviveu à fragmentação e ao colapso do Império Romano do Ocidente no século V e continuou a prosperar, existindo por mais de mil anos até sua queda diante da expansão dos turcos otomanos em 1453. Foi conhecido simplesmente como Império Romano (em grego: Βασιλεία Ῥωμαίων; transl.: Basileia Rhōmaiōn; em latim: Imperium Romanum) ou România (em grego: Ῥωμανία; transl.: Rhōmanía) por seus habitantes e vizinhos.

Como a distinção entre o Império Romano e o Império Bizantino é em grande parte uma convenção moderna, não é possível atribuir uma data de separação. Vários eventos do século IV ao século VI marcaram o período de transição durante o qual as metades oriental e ocidental do Império Romano se dividiram. Em 285, o imperador Diocleciano (r. 284–305) dividiu a administração imperial em duas metades. Entre 324 e 330, Constantino (r. 306–337) transferiu a capital principal de Roma para Bizâncio, conhecida mais tarde como Constantinopla ("Cidade de Constantino") e Nova Roma. Sob Teodósio I (r. 379–395), o cristianismo tornou-se a religião oficial do império e, com sua morte, o Estado romano dividiu-se definitivamente em duas metades, cada qual controlada por um de seus filhos. E finalmente, sob o reinado de Heráclio (r. 610–641), a administração e as forças armadas do império foram reestruturadas e o grego foi adotado em lugar do latim.


Compartilhe: Compartilhe via Facebook Compartilhe via Google+ Compartilhe via Twitter

Colabore!

Agradecemos o seu interesse por ampliar e melhorar os artigos relacionados com Arqueologia na Wikipédia! Abaixo algumas coisas que esperam a sua colaboração.

Este portal faz parte do Farm-Fresh vase.png WikiProjeto Arqueologia.
Veja também
Artigo bom Imagem selecionadaVE
Dinar de ouro cunhado em al-Mansuriya em 955
Al-Mansuriya, al-Mansuriyaa ou Mansuriyya (em árabe: المنصورية) foi a capital do Califado Fatímida durante os reinados dos imãs xiitas ismaelitas Almançor Bilá (r. 946–953) e Almuiz Aldim Alá (r. 953–975). Situava-se no que é atualmente o extremo sudeste da cidade de Cairuão, Tunísia, antiga capital da Ifríquia.

Erigida entre 946 e 972, al-Mansuriya era uma cidade muralhada, onde se erguiam palácios cuidadosamente projetados, rodeados de jardins, lagos artificias e canais de água. Durante um curto período, a cidade foi o centro de um poderoso estado que incluía a maior parte do Norte de África e da Sicília. Após deixar de ser a capital fatímida, foi a capital provincial dos Ziridas até 1057, quando foi destruída pelas tribos invasoras dos Banu Hilal. Todos os objetos e materiais úteis ou de valor foram pilhados durante os séculos seguintes e atualmente só restam vestígios ténues da antiga cidade.


Compartilhe: Compartilhe via Facebook Compartilhe via Google+ Compartilhe via Twitter

Istanbul - Museo archeol. - Sarcofago di re di Sidone, 470-460 aC - Foto G. Dall'Orto 28-5-2006 02.jpg
Sarcófago do rei de Sidon, museu arqueológico de Istambul (Turquia).

Arquivo - Veja todas as imagens selecionadas

Categorias Sabia que...VE
As Montanhas Flamejantes, próximo às ruínas de Gaochang.
Vídeo selecionadoVE Eventos recentesVE
Créditos: Ian and Wendy Sewell Fonte: http://www.ianandwendy.com/OtherTrips/IcelandGreeceTurkey/Greece/index.htm

Ruínas do Santuário de Delfos situado no centro da Grécia.



Legenda: Haroldo "Dente-Azul" sendo batizado.

Portais relacionados
Wikimedia e outros portais
Arqueologia no Wikinotícias     Arqueologia no Wikiquote     Arqueologia no Wikilivros     Arqueologia no Wikisource     Arqueologia no Wikcionário     Arqueologia na Wikiversidade     Arqueologia no Wikivoyage     Arqueologia no Commons
Notícias Citações Livros didáticos e manuais Biblioteca Definições Recursos de aprendizado Guias de viagem Imagens e mídia
https://pt.wikinews.org/wiki/Special:Search/ArqueologiaWikinews-logo.png
https://pt.wikiquote.org/wiki/Special:Search/ArqueologiaWikiquote-logo.svg
https://pt.wikibooks.org/wiki/Special:Search/ArqueologiaWikibooks-logo.png
https://pt.wikisource.org/wiki/Special:Search/ArqueologiaWikisource-logo.svg
https://pt.wiktionary.org/wiki/Special:Search/ArqueologiaWiktionary-logo.svg
https://pt.wikiversity.org/wiki/Special:Search/ArqueologiaWikiversity-logo.svg
https://pt.wikiversity.org/wiki/Special:Search/ArqueologiaWikivoyage-Logo-v3-icon.svg
//pt.wikipedia.org/wiki/Especial:Search/Commons:ArqueologiaCommons-logo.svg
Purgar cache do servidor