Assibilação

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Question book.svg
Esta página ou secção não cita fontes confiáveis e independentes, o que compromete sua credibilidade (desde julho de 2013). Por favor, adicione referências e insira-as corretamente no texto ou no rodapé. Conteúdo sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
Metaplasmos
Por adição de sons:
Prótese
Aglutinação
Epêntese
Anaptixe
Paragoge
Por supressão de sons:
Aférese
Deglutinação
Síncope
Haplologia
Apócope
Crase
Por modificação de sons:
Por transposição:
Metátese
Hipértese
Hiperbibasmo
Por transformação:
Apofonia
Assibilação
Assimilação
Consonantização
Desnasalização
Dissimilação
Ditongação
Fortição
Lenição
Metafonia
Monotongação
Nasalização
Palatalização
Sonorização
Vocalização

Assibilação é um metaplasmo que consiste na permuta de dois ou mais fonemas por uma sibilante, geralmente, mas não necessariamente, após um processo de palatalização (ex.: capitia > cabeça, gallicia > Galiza, minacia > ameaça).

Um caso comum de assibilação na língua portuguesa nos dias de hoje é a pronúncia das oclusivas apicais como fricativas ao anteceder uma vogal anterior alta, comum na variante brasileira. (ex.: direito [dʒiˈɾejtu], tinta [tʃĩtɐ])

Ícone de esboço Este artigo sobre linguística ou um linguista é um esboço relacionado ao Projeto Ciências Sociais. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.