Assimilação

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Metaplasmos
Por adição de sons:
Prótese
Aglutinação
Epêntese
Anaptixe
Paragoge
Por supressão de sons:
Aférese
Deglutinação
Síncope
Haplologia
Apócope
Crase
Por modificação de sons:
Por transposição:
Metátese
Hipértese
Hiperbibasmo
Por transformação:
Apofonia
Assibilação
Assimilação
Consonantização
Desnasalização
Dissimilação
Ditongação
Fortição
Lenição
Metafonia
Monotongação
Nasalização
Palatalização
Sonorização
Vocalização

Assimilação é um metaplasmo que consiste ou na aproximação ou na perfeita identidade entre dois fonemas, como ocorreu, por exemplo, na evolução da palavra latina "persicum" (de Mela Persicum, literalmente "Maçã da Pérsia") para o português "pêssego".

A assimilação é um força muito presente na língua falada que tenta fazer com que dois fonemas diferentes, mas com algum tipo de parentesco, se tornem iguais ou semelhantes. Por exemplo, a palavras 'quando', escirta com 'ndo' passa a ser pronunciada 'quano', por que os fonemas /n/ e /d/ são semelhantes, pois são produzidos na mesma zona de articulação. Ambas são consoantes dentais e por isso condensam o som de 'ndo' em 'no'. Veja outros exemplos:

aprendeNDO > aprendeNNO > aprendeNO falaNDO > falaNNO > falaNO

A assimilação também acontece com os fonemas /m/ e /b/, como na palavra 'também', que passa a ser pronunciada 'tamém'. O que oocorre é a assimilação do /m/ pelo /b/, uma vez que a semelhança entre as duas consoantes é que elas são bilabiais.

Ícone de esboço Este artigo sobre linguística ou um linguista é um esboço relacionado ao Projeto Ciências Sociais. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.