Auto sacramental

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Translation Latin Alphabet.svg
Este artigo ou seção está a ser traduzido. Ajude e colabore com a tradução.

Um auto sacramental é uma peça teatral religiosa alegórica de um ou vários atos e de tema preferencialmente eucarístico no dia de Corpus Christi entre os séculos XVI e XVIII, até ser proibido o gênero em 1765, em geral com grande aparato cenografia.

Representações de episódios bíblicos, mistérios da religião ou conflitos de caráter moral ou teológico são os temas mais usados. Inicialmente eram representados nos templos e nos pórticos das igrejas, o mais antigo é denominado de "Auto dos Reis Magos". Após o Concílio de Trento, numerosos autores especialmente do Século de Ouro Espanhol, escreveram autos destinados a consolidar a mensagem da Reforma Católica, dentre eles se destacaram Calderón de la Barca, Tirso de Molina, Lope de Vega e outros.


Ver também[editar | editar código-fonte]

Bibliografia[editar | editar código-fonte]

Wikisource-logo.svg Fuentes, Ventura (1913). «Autos Sacramentales». In: Herbermann, Charles. Enciclopédia Católica (em inglês). Nova Iorque: Robert Appleton Company  Cita:

  • FITZMAURICE-KELLY, Historia de la Literatura Española (Madrid, 1901)
  • TRENCH, Essay on the Life and genius of Calderon (London, 1880)
  • SCHACK, Geschichte der dramatischen Literatur und Kunst in Spanien (Berlin, 1846), III.

Este artigo incorpora texto da Catholic Encyclopedia, publicação de 1913 em domínio público.

Ícone de esboço Este artigo sobre Catolicismo é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.
Ícone de esboço Este artigo sobre teatro (genérico) é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.